Leco terceirização do DAE, Juliana causa animal e Renato Martins vacinação em professores

LECO

O vereador Leco (Podemos) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que pede informações ao Poder Executivo sobre serviços terceirizados pelo Departamento de Água e Esgoto de Americana (DAE).

No documento, o parlamentar menciona que diante de diversos questionamentos que tem recebido, precisa de informações para entender a situação. “Constantemente somos questionados pelos serviços realizados pelo Departamento de Água e Esgoto de Americana”, relata.

Leco pede que o DAE encaminhe relatório detalhado informando quais serviços o departamento realiza por meio de empresas terceirizadas. Quer saber ainda se alguns desses serviços também são realizados por equipes próprias da autarquia e, em caso positivo, pergunta quantas são as equipes e quantos servidores fazem parte delas.

O vereador questiona também se existe algum processo em andamento para terceirização de mais serviços do DAE e se existe déficit de funcionários na autarquia. Em caso positivo, quer saber se há previsão para a realização de concurso público.

JULIANA

A vereadora Professora Juliana (PT) reuniu-se na terça-feira (2) com o prefeito de Americana Chico Sardelli (PV) e com os coordenadores da ONG Anjos Peludos, Cristiane Ochuiuto Marques e Claudio Higa. Durante o encontro, foram discutidas a nova composição do Conselho Municipal de Bem-Estar Animal e o desenvolvimento da política pública da causa animal no município.

Segundo Juliana, a reunião foi positiva ao discutir os avanços que a causa animal necessita obter em relação a ações públicas. “Nosso objetivo é estreitar o relacionamento entre o Poder Executivo, lideranças, entidades e órgãos ligados à defesa do bem-estar animal buscando articulação e apoio para melhoria e criação de serviços capazes de responder a essa demanda”, avaliou a parlamentar.

RENATO MARTINS

O vereador Dr. Renato Martins (PTB) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um projeto de lei em que propõe a inclusão dos profissionais da educação da rede pública e privada de ensino no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19 em Americana.

O autor lembra que o Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19, elaborado pelo Ministério da Saúde, estabelece uma ordem de vacinação para os grupos prioritários e destaca que, de acordo com as regras de funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS), estados e municípios têm autonomia para gerenciar seu próprio esquema de vacinação. “Essa autonomia permite dar vazão à fila de acordo com as características da população, demandas específicas de cada região e doses disponibilizadas”, afirma.

Dr. Renato cita o debate que se criou sobre o retorno às aulas presenciais e frisa que a opinião quase unânime é de que para isso ocorrer de forma segura é preciso que os profissionais da educação estejam vacinados. “Por isso, é fundamental que todos os trabalhadores dessa área tenham prioridade no plano de vacinação municipal, garantindo assim um retorno minimamente seguro o mais rápido possível”, destaca.

O projeto de lei será encaminhado às comissões pertinentes e, não havendo impedimento legal para sua tramitação, será discutido e votado pelos vereadores, em plenário, durante sessão ordinária.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE