Justiça determina que Temer volte para a cadeia

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) revogou nesta quarta-feira (8) o habeas corpus do ex-presidente Michel Temer e determinou que o emedebista volte para a prisão. A decisão da 1 Turma do Tribunal foi tomada por dois votos a um.

Além de Temer, João Baptista Lima Filho, o Coronel Lima, também teve o recurso revogado e precisará voltar a cadeia. No entanto, o ex-ministro e ex-governador do Rio de Janeiro, Moreira Franco e outros cinco acusados não terão o mesmo destino, uma vez que tiveram o habeas corpus mantido.

Temer é alvo de denúncias na operação Lava Jato. Uma delas, que causou sua prisão em 21 de março, diz respeito a denúncias do delator José Antunes Sobrinho, dono da empreiteira Engevix. O empresário contou à Polícia Federal que pagou um milhão de reais em propina ao ex-ministro Moreira Franco, com o conhecimento de Temer. E é justamente por esse caso que o ex-presidente terá de voltar a cadeia.

Temer ainda é réu em outros cinco processos. Nesta semana, por exemplo, o juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, da Justiça Federal em Brasília, transformou o emedebista em réu por obstrução de justiça e organização criminosa junto com os ex-ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco.

Formado em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), Temer presidiu o MDB por mais de 15 anos e foi eleito por duas vezes consecutivas vice-presidente do Brasil, na chapa de Dilma Rousseff, chegando à Presidência em 2016, após o impeachment da petista.
Com informações Agência do Rádio

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE