Juninho Dias detona secretário de governo; “agora só trato com o Chico”

O vereador de Americana Juninho Dias (MDB) levantou a primeira desavença entre vereador e secretário de governo na gestão Chico Sardelli (PV).  O secretário de governo, entre outras coisas, é o responsável por tratativas entre poder legislativo e executivo.

O desentendimento começou após a elaboração da alteração da lei Programa Amigo do Esporte – alteração de autoria de Juninho e projeto original de autoria do vereador e presidente da Câmara, Thiago Martins (PV). Juninho pediu para que Jesuel de Freitas – secretário de governo de Chico – avisasse Thiago Martins de que membros do poder executivo também participaram da elaboração das alterações no projeto original para não causar desavenças com o presidente da Câmara.

Segundo Juninho, Jesuel teria se recusado a fazer o aviso, o que motivou Jr a usar a palavra na sessão e ‘soltar o verbo’ contra Jesuel. É sabido que Jesuel é um desafeto do ex-prefeito Omar Najar (MDB), que é bastante ligado à Juninho.

“Esclarecer publicamente, pela falta de comunicação, digo, uma parte eu assumo, mas a outra parte foi do secretário de governo, que ajudou na alteração desse projeto. A gente tem humildade para reconhecer, mas até por whatsapp eu tentando diálogo com o secretário de governo pra entrar em contato com você (Thiago Martins) pra amenizar essa situação, não vi o esforço dele, ele falou que não faria isso”, disse Juninho durante a sessão.

O imbróglio foi suficiente para fazer Juninho “cancelar” Jesuel. “Ontem o projeto foi pra pauta, e durante a sessão, eu entre em contato com o Jesuel pedindo pra ele entrar em contato com o Thiago pra explicar que a emenda foi desenvolvida com executivo e assumisse alguma coisa caso o vereador ( Thiago Martins) perguntasse. Eu assumi e porque ele como governo, que ajudou a alterar a lei não vai ligar e justificar? Ele deixou a situação na minha mão e afirmou que não era papel dele fazer isso.

“Já que não segura suas responsabilidades, desde a data de ontem não tem mais dialogo de falar (com Jesuel), meu negocio agora é com o chico”, encerrou Juninho.

Após as falas de Juninho, Martins “atacou” Omar Najar (MDB) – que está semanalmente com Juninho.

“Respeito o Omar, mas faltou investimento em algumas áreas”, diz Thiago Martins

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE