Jovem assume morte de estudante da Unicamp

Na madrugada desta terça-feira (24), dois jovens que estavam envolvidos na briga que ocasionou na morte do universitário Denis Casagrande, de 21 anos, na Unicamp foram ouvidos pela polícia. Segundo Anderson Mamede, namorado da jovem que teria matado Denis na festa, a namorada agiu em legítima defesa.
“O cara tentou agarrar ela a força, bateu nela. Foi legítima defesa. Ele foi o culpado. Infelizmente ele morreu e não está aqui para poder comprovar nada”. 

A polícia nega confissão formal, a companheira de Mamede ficou em silêncio ao deixar a delegacia. Após mais de 12 horas de depoimentos e diligências sobre o crime, testemunhas do caso também afirmaram na madrugada de terça que a jovem assumiu para a polícia a autoria do crime. 
Familiares e amigos afirmaram que Denis era um sujeito calmo e que não era violento. A família acusa a universidade de omissão de socorro, já que, segundo a mãe dele, estudantes pediram auxílio da segurança para providenciar ajuda à vítima, o que foi negado. 
PROTESTO DE ALUNOS 

Foto: Dorinaldo Oliveira/ Correio Popular
Durante a sessão do Conselho Universitário (Consu), marcada para às 9h desta terça-feira (24), cerca de 50 estudantes da universidade realizam um ato em apoio aos amigos e familiares de Denis e em protesto contra o posicionamento da reitoria.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE