Jesus se torna ‘rei das moções’ em SB

Os vereadores barbarenses aprovaram um projeto de lei e 26 moções nesta terça-feira (27), durante a 44ª Reunião Ordinária de 2018. Incluído na Ordem do Dia a pedido do vereador Celso Ávila (PV), o único projeto aprovado nesta tarde foi o Projeto de Lei 77/2018, de autoria do Poder Executivo, que altera o zoneamento da Vila Pacheco, tornando o bairro zona mista comercial e permitindo o funcionamento de estabelecimentos prestadores de serviços e de indústrias não incômodas.
Dentre as moções aprovadas, nove são de autoria do vereador Valdenor de Jesus Gonçalves Fonseca, o Jesus Vendedor (DEM), todas de apelo ao Poder Executivo. Nessas moções, o parlamentar apela por mais patrulhamento no Jardim Santa Rita; por limpeza em área pública na rua Dionísio Silva, no bairro Vila Rica; por limpeza e roçagem nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Município; pela aquisição de cadeira de rodas para o pronto-socorro Dr. Afonso Ramos; pela instalação de setor de farmácia em todas as UBSs; pela limpeza nas dependências da Emefei Zelinho, localizada no Conjunto dos Trabalhadores; pela disponibilização de dentista na UBS do Jardim Europa IV; pela manutenção em equipamentos já existentes e compra de novos aparelhos para uso de dentistas no CEO (Centro de Especialidades Odontológicas); e por mais fiscalização no trânsito na rua João Café Filho, no 31 de Março.
Ainda na sessão, foram aprovadas oito moções de autoria do vereador Celso Ávila (PV), por meio das quais o parlamentar também manifesta apelo ao Poder Executivo. Nessas moções, o vereador reivindica a limpeza e capinação na Praça Tom Leite, no Jardim Esmeralda; limpeza e capinação na área de lazer João Vieira Neto, no bairro Laudisse; dedetização em galerias e bueiros, com o intuito de inibir a proliferação de escorpiões e outros animais peçonhentos no Centro, nos bairros Siqueira Campos e Santa Terezinha, no residencial Roberto Romano, e no bairro São Francisco. Ávila também apela ao Executivo pela instalação de lombada e pela manutenção da pintura em faixa de pedestres existente na rua Dona Margarida, na Vila Linópolis.
De autoria do vereador Marcos Rosado (PR), foram aprovadas três moções de apelo. Na primeira delas, o parlamentar apela à 2ª CIA de Policiamento Militar do Estado de São Paulo e à Guarda Civil, para que seja intensificado o patrulhamento nas passarelas da rodovia SP-304, principalmente na rua Caiapós, no São Francisco. Ele também apela ao Poder Executivo pela revitalização da praça situada na rua Romeu Fornazari, no bairro São Camilo; e pela manutenção da Estrada dos Italianos.
Ainda na sessão, os parlamentares aprovaram três moções de aplauso. A primeira delas, apresentada pelo vereador Celso Luccatti Carneiro, o Celso da Bicicletaria (PPS), à gerente de relacionamento da CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz), Talita Cristina Pinotti Scatulon, pelos serviços prestados no Município. Já o vereador Isac Sorrillo (DEM) aplaude as equipes de servidores municipais e os funcionários de empresa terceirizada, pelo bom serviço de coleta de lixo doméstico realizado na cidade. A terceira moção de aplauso é destinada à EMEI Eufrásia Garcia de Souza, pela realização da festa dos anos 60. Essa moção é de autoria do vereador Antônio Carlos Ribeiro, o Carlão Motorista (PDT). De autoria do vereador Carlos Fontes (PSD), foi aprovada uma moção de apelo ao prefeito Denis Andia, pela realização de campanha de conscientização a respeito do armazenamento de entulhos, pneus e recicláveis em quintais, e a respeito do descarte irregular em áreas públicas.
Por fim, incluídas na Ordem do Dia a pedido do vereador Cláudio Peressim (Patriota), foram aprovadas duas moções de autoria desse parlamentar. A primeira delas aplaude a 3ª edição do Santa Bárbara Off Road, enquanto a segunda apela ao Poder Executivo por ação emergencial contra escorpiões no Município.
Tribuna Livre
Ainda nesta terça-feira, antes do início da Ordem do Dia, o advogado Fábio Previero Schaefer fez uso da Tribuna Livre, para falar sobre a mudança na carga horária dos enfermeiros que atuam na rede municipal. Em virtude dessa situação, os profissionais da Saúde ingressaram na Justiça contra a Prefeitura.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE