Jesus quer aumento dos salários votado em plenário

O vereador Valdenor de Jesus Gonçalves Fonseca, o Jesus Vendedor (DEM), é autor do Projeto de Lei 109/2019, protocolado na sexta-feira na Câmara barbarense, o qual altera o parágrafo único do artigo 2º da Lei 3.194/2010. Na prática, a propositura prevê que o reajuste nos subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais, assim como nos vencimentos dos vereadores, seja feita mediante lei complementar, a qual deverá ser apreciada em Plenário e aprovada pelos parlamentares. Hoje, esse reajuste é concedido por meio de decreto do Executivo, no caso dos cargos da Prefeitura, e de ato da Mesa Diretora, no caso Câmara Municipal.
Na exposição de motivos, Jesus Vendedor afirma que esse projeto atende a necessidade de autorização legislativa para os reajustes dos subsídios do prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, presidente da Câmara e demais parlamentares. O referido projeto, no entanto, não altera a previsão de que a atualização dos subsídios seja realizada, anualmente, sempre na mesma data e com o mesmo índice concedido ao funcionalismo público. ???Esse projeto não altera o índice do reajuste nem a data em que será concedido, apenas exige que o reajuste dos agentes políticos seja debatido em Plenário, garantindo mais transparência a essa ação. Hoje, o reajuste depende apenas da assinatura do prefeito e dos membros da Mesa Diretora da Câmara???, afirmou.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE