Irmã de ex-leleke morre por não ter dinheiro para pagar exame

Sucesso no mês de fevereiro, MC Federado e os Lelekes, agora Os Originais, enfrentaram brigas judiciais e estão sem fazer apresentações há um mês. Além das dificuldades na vida profissional, Paulo Vitor, o MC Federado, acaba de viver um drama pessoal, o garoto da Favela Coronel Leôncio, em Niterói, não teve R$ 650 para que sua irmã fizesse um exame necessário para um transplante de rins. Gisele Conceição de Oliveira, de 27 anos, acabou morrendo. Nesta quarta, o falecimento completa um mês.- Isso acabou comigo, com a minha mãe. Meu sonho era dar uma vida melhor para ela com o dinheiro dos shows, conseguir fazer com que vencesse a doença. Mas aí começou essa briga e nós paramos de trabalhar – lamentou o rapaz.Apesar de toda a dificuldade, Paulo Vitor diz procurar não se abater:- Vou continuar correndo atrás, com os meninos (Allan e Alex). Já conseguimos brilhar uma vez e vamos conseguir novamente.Gisele nasceu com anemia falciforme – doença hereditária que causa a má formação das hemácias. Mas, há cerca de seis meses, seu quadro se agravou. Ele teve uma pneumonia seguida de hipertensão, e seus dois rins pararam de funcionar. A jovem entrou na fila do transplante. Mas, para realizá-lo, era preciso antes fazer um exame.- Não tinha como pagar os R$ 650. Não tinha. A gente acabou conseguindo o dinheiro com o Rômulo (Costa, dono da Furacão 2000 e empresário de Os Originais). Mas não deu mais tempo. Minha filha morreu quando faltavam sete dias para o transplante – contou a auxiliar de serviços gerais Vania da Conceição, de 49 anos.O empresário Rômulo Costa lamentou a situação do grupo Os Originais e também a última decisão judicial que determinou que a página da Furacão 2000 na internet fosse retirada do ar.- Nós cumprimos a decisão e vamos entrar com um mandado de segurança para tentar colocá-la de novo no ar. ?? um absurdo o que está acontecendo. O vídeo desses meninos teve 30 milhões de acessos. E, agora, há um mês eles não podem se apresentar, não podem fazer programas de televisão – disse ele.A briga judicial envolvendo Pauylo Vitor, Allan e Alex se arrasta há três meses. Eles perderam o direitor de usar o nome MC Federado e os Lelekes. Atualmente, a marca é usada pelo ex-empresário dos três jovens, Edimar Pedro Santana, que formou um novo grupo com outros integrantes.- Enquanto Os Originais não podem se apresentar, esses fakes (falsos, em inglês) os dublam no palco e usam a imagem deles em propagandas – disse Rômulo.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE