Investigado, sindicato dos servidores emite nota

O Sindicato dos Servidores Municipais de Sumaré refuta a acusação mentirosa de que estaria desviando dinheiro de empréstimos dos trabalhadores. Na tarde de terça-feira, dia 30 de setembro, fomos alvos de uma ação do Ministério Público que apreendeu documentos e computadores de nossa sede e da Associação dos Servidores Municipais (ASMS).Ressaltamos que esta foi uma ação equivocada, motivada por uma denúncia mentirosa, infundada e maldosa, forjada pelo grupo político denominado LUSES. Desde o início do atual governo esse grupelho tem se unido com a Prefeitura para atacar o Sindicato e assim calar a voz dos trabalhadores.  Estamos em processo de eleição e fica claro que esta é uma tentativa de manchar a reputação da atual diretoria do Sindicato e da ASMS.  ?? nítido o interesse da Administração Municipal em dominar os trabalhadores e assim  retirar seus direitos e acabar com importantes benefícios, como fez com a área da Saúde e da Segurança neste ano de 2014.Informamos que todos os empréstimos consignados feitos pelos servidores no Sindicato estão em dia e sem impedimentos. Agindo com total má-fé, o grupo LUSES se apropriou de um documento particular (um termo de acordo entre o Sindicato e um banco responsável pela concessão de empréstimos) para prejudicar a entidade, mesmo estando claro que não há nenhuma irregularidade. O que existe é uma ação movida pelo banco contra a Prefeitura e que, infelizmente, o Sindicato figura por intermediar os empréstimos. Não há nada pendente e o acordo foi feito única e exclusivamente para proteger os servidores e evitar restrições, já que a Prefeitura é a responsável em realizar os repasses e não o vem fazendo. Mesmo assim, assumimos o acordo até que se finalize a ação.Destacamos que a ASMS nada tem a ver com empréstimos e foi profundamente prejudicada com a apreensão de seus equipamentos de trabalho. Mesmo assim, o Sindicato e a Associação continuarão trabalhando normalmente e exaustivamente na defesa dos servidores e de seus direitos.Ressaltamos que nossa diretoria irá prestar esclarecimentos em momento oportuno assim que for procurada pelo Ministério Público. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE