Edit

Interfone por aplicativo nos condomínios. Veja

Tecnologia exclusiva de startup brasileira possibilita que empresas de construção civil economizem nos empreendimentos desde o projeto, ao eliminarem toda a infraestrutura para o interfone de parede e substituírem por apps no smartphone. Ao mesmo tempo que torna digital a comunicação e acesso ao condomínio, inclusive remotamente

Novos empreendimentos da construção civil brasileira estão cada vez mais tecnológicos e agora contam com uma novidade que promete economia nos projetos: condomínios e residências com controle de comunicação e acesso totalmente feito através de um aplicativo para smartphones. Enquanto moradores ganham tempo, liberdade e segurança, construtoras e condomínios gastam bem menos ao dispensar toda uma estrutura de cabos, aparelhos físicos e suas respectivas manutenções.

A solução agrega valor aos projetos das construtoras, que podem oferecer ao mercado tecnologia de ponta e qualidade de vida para seus clientes. E melhor ainda, essa tecnologia tem custo acessível e acaba barateando a construção, pois reduz muitos materiais, contratação de mão de obra e manutenção.

“Outro detalhe importante, é que com o aplicativo a construtora  já entregará automaticamente um controle de acesso de ponta aos condôminos. Na sua essência o aplicativo além do interfone é auxiliador de abertura de portas, com a função também a longa distância”, explica o diretor de tecnologia e cofundador da GuuG, Bruno Pompilio de Oliveira.

Benefícios para o bolso e o dia a dia do condomínio

Especificamente, o produto desenvolvido pela startup brasileira GuuG substitui o interfone tradicional, permitindo que o morador receba alertas de encomendas e conceda acesso a visitantes através de senhas e QR codes. Ou seja, apenas clicando em um smartphone, é possível receber entregas e visitantes sem precisar interromper uma reunião ou mesmo estando fora de casa, em qualquer lugar do mundo, em tempo real.

Além de beneficiar os condôminos em termos de praticidade, o app  traz vantagens econômicas consideráveis. Hoje, os custos com a moradia são aqueles que, somados, mais pesam na conta dos brasileiros, de acordo com a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Além do preço do aluguel, taxas de financiamento, investimento e melhorias ou consertos gerais, a contribuição condominial mensal sempre empurra os compromissos financeiros para o alto.

“Além da redução de custos na implantação, se considerarmos toda a economia com a adoção do sistema, como por exemplo redução de pessoal e reparos constantes com interfones físicos, nós calculamos um benefício que pode chegar em até 60% de desconto no valor do condomínio. Essa economia pode também ser reinvestida em outras soluções para baratear custos, como placas solares”, ressalta Victor Barbosa, cofundador da Guug e gestor de projetos.

Interação humano x tecnologia

A automação do sistema de portaria não precisa ser total, é perfeitamente possível prover soluções híbridas, se assim for a preferência do condomínio, aliando a tecnologia à estrutura física de portaria e funcionários. “Veja que não estamos falando de substituir o ser humano pela máquina, até porque essa não é a proposta. A ideia é criar um ecossistema em que a tecnologia, coordenada por pessoas, possa otimizar o dia a dia nos condomínios, aumentar o rigor de quem entra e sai das instalações e, claro, reduzir os custos com serviços que encareçam as taxas mensais pagas pelos moradores e não serão mais necessários, como o interfone”, reforçou Victor.

Múltiplas funções do interfone digital 

O aplicativo vai além das mensagens, pois possibilita automatizar todo o sistema de entrada e saída de pessoas e encomendas com as seguintes funções:

  • Mensagens e ligações entre moradores e funcionários
  • Comunicados gerais ou individuais
  • Histórico de visitas relatando usuários aceitos ou recusados
  • Alerta de pânico para emergências
  • Cadastro e liberação de visitantes

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE