Instituições, Mendes e Temer turbinam Lula

Muito se fala que aconteceu a não cassação da chapa ‘Dilma Temer’, mas tivemos a confirmação do acordo para se deixar o ex-quase-vice presidente Temer no lugar por mais algum tempo.

As pataquadas de Temer-JBS e agora de Gilmar Mender (que preside o TSE) produzem e devem reforçar um sentimento forte (que anda em dúvida) nas camadas mais baixas da população.
Quem vive o andar debaixo ‘sabe’ que todo o mundo rico faz mesmo parte de um (desse mesmo) grande acordão em favor do status quo e que poucos olham para os menos favorecidos nesse país.
Olha-se para o passado e percebe-se que quem olhou pra essa turma nos últimos 100 anos foram dois- Getúlio e Lula. (Crescimento econômico e um mínimo projeto nacional)
Desses dois, um se matou quando acuado pelos golpistas de antanho e o outro os enfrentaria agora (ao menos nas urnas).
LAVA-JATO– Sem provas cabais para prender Lula, os juízes de Curitiba saíram um pouco de cena, mas devem voltar. Perderam bom naco da moral que tinham com a ação do MPF no caso Aécio- fartamente citado como próximo do juiz Sérgio Moro- que absolveu Cláudia Cruz recentemente por falta de provas.
Ficou então a ‘briga de cachorro’ grande- PSDB, STF, Globo, Record e Iluminati-, o que deixa ainda mais claro que a massa é alheia aos processos mais complexos.
Ganha força quem tem a linguagem simples e direta. E, para ajudar, o ‘cheirinho’ de golpe (tungada) das reformas tão defendidas por empresários, liberais e PSDB.
As reformas não colam- são rejeitadas- e depreciam o capital político do Brasil cheiroso. 
Quem sobra? Lula e alguém ultra-direita (Bolsonaro).

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE