Instalados equipamentos para leitos no antigo Madre Theodora

O prédio do grupo empresarial Amil, antigo hospital Madre Theodora, em Nova Veneza, já está recebendo equipamentos e maquinários. A Prefeitura de Sumaré prepara o local para a implantação de novos 40 leitos de baixa e média complexidade para tratamento do coronavírus, todos disponibilizados pelo Município. Nesta quarta-feira (17) o prefeito Luiz Dalben, vice Henrique Stein, secretário de Saúde, Rafael Virginelli, e o deputado Dirceu Dalben acompanham os serviços.

Após um esforço conjunto entre Prefeitura e Câmara Municipal, uma resposta positiva do grupo empresarial Amil, proprietária do espaço, foi dada na quinta-feira (11), disponibilizando o prédio para a implantação dos novos leitos. Na sexta, dia 12, membros do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus visitaram as instalações do hospital para verificar as condições do espaço. Agora, o Comitê dá continuidade aos trâmites burocráticos e detalhes técnicos e legais.

Em 2020, um contrato foi firmado com o grupo, que disponibilizou o espaço até o fim de dezembro passado para a Municipalidade. Com a alta no número de casos de coronavírus e de necessidade hospitalar, as conversas foram retomadas para a implantação dos novos leitos, que não são de UTI, são para o tratamento dos casos de baixa e média gravidade.

“O prédio passa por reforma e manutenção nas redes de internet, elétrica, hidráulica, para podermos habilitar os leitos e iniciar o atendimento. Já começamos receber os equipamentos e maquinários e preparar todo o espaço para assistir nossa população com qualidade, humanidade e carinho. Inicialmente, teremos 40 leitos em quartos com banheiros individuais e com toda a estrutura necessária para atendimento, porém, caso haja necessidade temos espaço para a ampliação”, explicou Virginelli.

“Com muito trabalho, fé e dedicação, estamos lutando para fortalecer o sistema de saúde da região. A ampliação do número de leitos em Sumaré fortalece a nossa esperança de mais vidas salvas. É um esforço conjunto, tanto do nosso mandato, quanto do prefeito Luiz Dalben, vereadores, secretários municipais, colaboradores da Saúde e demais áreas. Todos com o mesmo objetivo: salvar vidas!”, destacou o deputado Dalben.

O contrato com o grupo Amil foi firmado em 2020 para a utilização do prédio até o fim do ano. Com o fim do período e melhora nos casos na cidade,  a Prefeitura devolveu o espaço e todos os vinte leitos que estavam no local foram realocados para a UPA Macarenko e outras unidades de referência, não havendo diminuição de leitos na cidade após a devolução do hospital aos proprietários.

Também foram disponibilizados todos os leitos do CIS Nova Veneza para os demais atendimentos médicos leves, liberando 20 leitos na UPA Macarenko para atendimentos do coronavírus. Em março do ano passado a UPA Macareko contava com 15 leitos de leve e média complexidade, hoje são 55. Agora, mais 40 leitos serão implantados e a Prefeitura continua na luta para que os leitos de UTI também sejam ampliados.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE