‘Infância sem racismo’ vira projeto de lei em Sumaré

 ‘Infância sem racismo’ vira projeto de lei em Sumaré

As crianças de Sumaré poderão ter programa que incentiva a infância sem racismo. A iniciativa é do vereador Dudú Lima (Cidadania), que protocolou na secretaria da Câmara Municipal o Projeto de Lei nº 23/2020, que cria o Programa ???Por uma infância sem racismo???. Dentre uma série de objetivos do projeto está o de educar para o respeito à diferença.
De acordo com a proposta, também são intuitos do programa orientar as famílias sobre as maneiras de contribuir para uma infância sem racismo; incentivar a implementação, em parceria com as empresas, de uma política de seleção de pessoal com base na multiculturalidade e na igualdade racial; e valorizar, no poder público, iniciativas de trabalho baseadas em rotinas de atendimento sem discriminação para famílias indígenas e negras. Além disso, o PL pretende promover a convivência e a integração entre as crianças e adolescentes de todas as origens; demonstrar que a diferença entre pessoas é algo positivo e que toda criança tem o direito de crescer sem ser discriminada; esclarecer sobre as formas de discriminação e preconceito, uma vez que discriminação e preconceito são violações de direitos; orientar e apoiar famílias na busca da defesa junto aos serviços públicos, em casos de discriminação, através de denúncia; e fomentar a cultura de não classificar o outro pela cor da pele. O vereador explica no projeto que ???Por uma infância sem racismo??? é uma campanha da UNICEF, cujo principal objetivo é ???alertar sobre os impactos do racismo na vida de milhões de crianças e adolescentes brasileiros, buscando mobilizar a sociedade a construir a equidade e a igualdade étnica racial desde a infância???. Segundo a UNICEF, outras maneiras de contribuir para uma infância sem racismo são estar atento para textos, histórias, piadas e expressões estigmatizantes; apoiar a criança que tenha passado por discriminação; denunciar qualquer caso de racismo; e incentivar o aprendizado sobre a história e a cultura dos povos indígenas e da população negra. ???O combate ao racismo implica em valorizar as diferenças, promovendo igualdade de tratamento e oportunidades para cada menino e menina, o que ainda representa um grande desafio para o nosso país. Com o nosso projeto, visamos a oferecer às crianças de Sumaré uma infância sem os desconfortos, traumas e privações decorrentes do racismo???, assegura Dudú Lima. O Programa ???Por uma infância sem racismo??? será desenvolvido por todo o Poder Público Municipal de forma cotidiana, inserido no planejamento anual.

Relacionados

Leave a Reply