Edit

Inflação vai continua a subir, diz economista

Para reduzir a inflação é preciso trabalhar de forma integrada os fatores que estão provocando o aumento dos preços, diz o economista e professor da ESPM, João Branco. “Há três diferentes causas para a alta inflacionária”, afirma. “A demanda, a oferta, quando por alguma razão há desabastecimento, e o chamado conflito distributivo, que pode ser gerada por insegurança em relação ao futuro. O Brasil está lidando apenas com um dos fatores: a alta da demanda. E isso é um problema.”

A inflação brasileira apresentou alta de 1,16% em setembro, a maior para o mês desde 1994, ano do Plano Real. “O Banco Central vem elevando os juros, na tentativa de conter a demanda”, afirma Branco. “Mas o fato é que também estamos em um cenário de inflação de desabastecimento.” Com a desvalorização do real frente ao dólar, cresce o interesse dos produtores em exportar, contribuindo para a redução da oferta de produtos no mercado interno. Branco ressalta ainda o papel das instabilidades institucionais, que corroem a confiança no futuro da economia. “Esse é um problema que deve se agravar em 2022, com a proximidade das eleições presidenciais.”

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE