Idosos: de cuidados especiais com a pele

Os idosos precisam de cuidados especiais com a pele. Conforme a idade avança, as camadas da pele passam por mudanças, que diminuem a elasticidade, aumentam a flacidez e favorecem o aparecimento de rugas, marcas de expressão e manchas.  Por todos esses fatores, é fundamental que sejam tomados cuidados próprios para a pele nesta fase da vida. Aproveitando o Dia do Idoso, que será comemorado em 1º de outubro, a médica dermatologista Daniela Bellucci dá algumas dicas de cuidados com a pele na terceira idade.

???O protetor solar continua sendo fundamental. Além disso, é importante limpar a hidratar a pele diariamente???, explica Daniela, que é membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e pós-graduada em Medicina Estética. Ela explica, ainda, que é fundamental que os idosos não fiquem expostos ao sol nos horários de pico e que, quando estiverem em ambiente externo, aumentem a proteção, com o uso de chapéus e sombrinhas.  ???Outra dica é evitar banhos quentes, que ressecam ainda mais a pele. Eles também devem optar por sabonetes suaves ou infantis???, comenta.
A dermatologista explica que, por se tratar de uma geração que não tinha tanto conhecimento sobre os cuidados com a pele, muitos idosos não tomaram alguns cuidados quando jovens. ???Não se protegiam do sol, fumavam, não se alimentavam direito… enfim, tudo isso acaba acarretando em problemas na pele, além de outros problemas de saúde. Por isso, é fundamental avaliações periódicas em um médico dermatologista, que poderá ver se as lesões da pele são pré-malignas, malignas ou benignas???, orienta Daniela.
Alguns sinais na pele merecem atenção especial. Manchas ásperas, chamadas queratoses, podem ser seborreicas ou actínicas. Apesar de não terem sintomas, como dor ou coceira, precisam ser examinadas por um médico dermatologista. As seborreicas são benignas e superficiais. ???O tratamento, neste caso, é feito por curetagem???, explica Daniela. ???No caso das manchas actínicas, que são mais comuns em pessoas com pele clara e com mais de 40 anos, a atenção deve ser maior porque a lesão pode ser até cancerígena???, alerta a dermatologista.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE