Idosa de 81 anos é a 85ª vítima fatal da Covid-19 em Nova Odessa

A Prefeitura de Nova Odessa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, confirmou na quarta-feira (24/02) o registro de mais uma morte em decorrência de complicações ocasionadas pela Covid-19. Desde março do ano passado, quando começou a pandemia do novo coronavírus, o município já contabilizou 85 óbitos causados pela doença que ele causa.

De acordo com informações do Departamento de Vigilância Epidemiológica do Município, a vítima fatal de número 85 é uma idosa de 81 anos moradora do Jardim Santa Luiza. Ela estava internada na UR (Unidade Respiratória) do Jardim Alvorada e faleceu na última segunda-feira, dia 22 de fevereiro. Ela sofria de cardiopatia e diabetes, duas comorbidades que são consideradas fatores de risco para casos mais graves de Covid-19.

Em relação às últimas 24 horas, a Vigilância Epidemiológica não registrou novos casos positivos da doença no município. Nova Odessa segue assim com um total de 2.462 moradores infectados desde o início da pandemia, com 2.125 desses pacientes já curados da doença.

O boletim epidemiológico atualizado aponta ainda 7.395 notificações no total na cidade desde março do ano passado, além de 271 pacientes em isolamento domiciliar, 27 internados, entre casos positivos e suspeitos (15 em UTIs fora da cidade e 12 na Unidade Respiratória do Jardim Alvorada, que permanece atendendo normalmente aos pacientes sintomáticos), 374 em investigação (incluindo quatro mortes) e 3.451 resultados negativos.

Como a pandemia de Covid-19 segue avançando em todo o país, a Secretaria Municipal de Saúde de Nova Odessa destaca sempre a importância do uso contínuo de máscaras por todos, da higienização constante das mãos com água e sabão ou o uso do álcool em gel a 70% e de se manter o distanciamento social, como formas de combater a disseminação do novo coronavírus.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE