Ideia de Omar é inviável, diz Ondas

A ideia do prefeito Omar Najar (PMDB) de que a Câmara tente reduzir gastos para que o repasse do duodécimo não seja mais de 6% do orçamento do município e sim 4%, causou estranhamento com alguns vereadores. 
O presidente da Casa, Alfredo Ondas (PMDB), afirmou que a redução é inviável.”Eu estava muito feliz com a redução que já conseguimos, que deve chegar a R$3 milhões. Se isso não for suficiente, pode fechar o legislativo. Essa redução de R$8 milhões é inviável”, disse.
Líder de governo do prefeito na Câmara, Rafael Macris (PSDB) afirmou que a redução depende da mesa diretora. “Diminuir os gastos é viável e já está sendo feito, agora, chegar a 4% cabe ao presidente e à comissão formada para analisar cargos e contratos do legislativo que está focada em reduzir gastos”, disse. 
Esse mar deve ficar com ondas ainda mais turbulentas por alguns vereadores da própria base acharem que Omar não deve interferir no legislativo.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE