Hoje é Dia do Policial Militar

O sangue que corre nas nossas veias não é cinza, não é azul, não é roxo…
O sangue que corre nas nossas veias é vermelho!
Aliás, o sangue que corre nas nossas veias é igual ao sangue de qualquer pessoa!
Mas, o que muda então?
Bem, o que muda é a chamada adrenalina!
Que estimula e é estimulada por um sentimento único de justiça, de querer servir, sentimento de defender a sociedade!
E talvez você pense!
São todos loucos, só pode!
Na verdade alguns nos chamam de covardes, acreditem se quiserem!
Para outros somos indiferentes!
E para poucos somos heróis! 

O fato é que quando saímos para trabalhar, cumprimos fielmente o juramento que fizemos com o braço direito estendido e com o peito cheio de orgulho.
Quando saímos para trabalhar cumprimos somente o nosso dever!
E o que nos motiva então?
Acredito que esse hormônio que ativa nosso cérebro deveria sinceramente ser estudado, porque não é uma simples cerotonina, testosterona progesterona, ou qualquer coisa que o valha!
?? forte!
?? bem forte!
?? muito mais forte!
Se torna inexplicavelmente estimulante! 

Há pouco tempo o toque da corneta no Curso de Formação, aceleravam o nosso coração…
Hoje é a sirene da viatura que impulsiona e ditam o ritmo quase que frenético desse motor existente em nosso peito!
Cega a visão do perigo;
Desafia o limite da realidade humana;
A ficção se torna realidade!
Afinal…
“Nós, somos esses infantes
Cujos peitos amantes
Nunca temem lutar!” 

Essa autoridade que nos foi dada por Deus, é sem dúvidas o motivo da nossa fidelidade, é o motivo de cumprir o bom combate!
E ficamos esperando…
Ficamos esperando que rubram os tambores e que a corneta anuncie o início da batalha;
Ficamos esperando que a sirene seja ligada e acelere os batimentos cardíacos,
Esperando que os neurotransmissores carreguem esses hormônios inexplicáveis;
Com uma única certeza!
Certeza que os anjos de Deus estarão sempre ao nosso lado! 

E o porquê de tudo isso?
Não sei dizer!
Só sei que fomos treinados horas e horas, para enfrentar qualquer tipo de adversidades, seja física, psicológica, fisiológica, meteorológica…
E o pior é que gostamos!
Gostamos e não queremos idolatria!
Gostamos e não queremos estátuas com nossos rostos em praças públicas!
Gostamos e não queremos canções com nossos nomes!
Queremos apenas poder fazer o que aprendemos fazer!
E que a guerra seja leal!
Que as condições sejam as mesmas!
Que se tivermos que perder que percamos no campo de batalha e não por causa de regras sujas ou injustas!
Soldado não morre, alcança a glória!
Busca a vitória!

Cabo Sérgio Arruda / 19º Batalhão

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE