Hillary vai pra cima de Trump em debate

Nova York (Reuters) – A democrata Hillary Clinton acusou o republicano Donald Trump de ser racista, sexista e de sonegar impostos, colocando o adversário na defensiva durante um debate na noite de segunda-feira que pesquisas disseram ter fortalecido as chances da ex-senadora na disputa pela Casa Branca.
Trump, magnata do setor imobiliário que concorre a seu primeiro cargo público, disse que os longos anos de serviço de Hillary representaram uma “má experiência” de poucos resultados e que lhe falta vigor para atuar como comandante-em-chefe dos Estados Unidos.
Hillary estava sob pressão para mostrar um bom desempenho na esteira de uma pneumonia e uma queda nas pesquisas de opinião, mas seus muitos dias de preparação pareceram compensar em seu muito aguardado primeiro confronto de 90 minutos com Trump.
Trump, ex-apresentador de reality show que não dedicou muito tempo à prática de debates, se mostrou forte no início, mas pareceu se tornar repetitivo e mais indisciplinado à medida que a noite prosseguia diante de uma audiência televisiva que pode ter ultrapassado um recorde de 100 milhões de espectadores.
Uma pesquisa CNN/ORC feita logo após o evento mostrou que 62 por cento dos entrevistados sentiram que Hillary venceu e que 27 por cento acreditaram que Trump foi o vencedor.
Como sinal de que os investidores também enxergaram uma vitória de Hillary, as ações asiáticas se recuperaram de um nervosismo inicial. As chances da ex-primeira-dama na eleição de 8 de novembro também aumentaram nos mercados de aposta da internet.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE