Hamburgo tem parede que ‘mija’ nos mijões

Se você está atrás de festa em Hamburgo, na Alemanha, é provável que os locais te coloquem na direção do distrito de Sankt Pauli (foto abaixo), onde bares, cabarés e sex shops predominam historicamente. ?? a meca ao mesmo tempo underground e pop da cidade, como seria a rua Augusta para os paulistanos ou a Lapa para os cariocas. Cerca de 20 milhões de pessoas são atraídas para lá todos os anos para beber, paquerar e curtir a vida noturna.
?? barulhento e cheio, mas quem escolhe viver neste bairro boêmio, que já foi casa dos Beatles no começo da década de 1960, sabe como é e está acostumado. A única coisa que parece incomodar, todavia, são os mal educados wildpinklers ??? na tradução do alemão, algo como os ???urinadores selvagens??? -, aqueles sujeitos que não se seguram até um banheiro e se aliviam na rua ou na porta da frente de alguém como se fosse a coisa mais normal do mundo. O problema é que não é. O ato, além de pouco civilizado, deixa as ruas sujas e um mau cheiro insuportável no dia seguinte. Quem passou pela Vila Madalena, em São Paulo, durante a Copa do Mundo, ou recentemente durante o Carnaval, sabe o quanto isso pode ser desagradável. Nem os banheiros químicos dão conta do recado em algumas localidades.
Cansados dessa situação recorrente e de desculpas como ???estava bêbado demais para achar um banheiro???, os moradores e comerciantes de Sankt Pauli decidiram ser criativos para reeducar os farristas mijões com uma campanha diferente, a St. Pauli pinkelt zurück, ou ???St. Pauli urina de volta???, na tradução.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE