Edit

H Unimed cumpre meta de ‘Parto Adequado’

Há um ano, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o Hospital Albert Einstein e o Institute for Healthcare Improvement (IHI) assinaram um Acordo de Cooperação para redução da taxa de cesáreas e melhoria da atenção ao parto, o que resultou no projeto ???Parto Adequado??? e teve a pronta adesão de 42 hospitais públicos e privados. Por ter implantado, já há dois anos, um projeto de assistência diferenciada à gestante e ao bebê, também baseado na metodologia IHI, o ???Nascer ??? Ação de Todos???, a Unimed Santa Bárbara d???Oeste, Americana e Nova Odessa, através do Hospital Unimed Americana, foi convidada a integrar esta iniciativa como colaboradora. Esta é a primeira vez no país que várias organizações reúnem-se em torno de um objetivo comum, que é melhorar a atenção materno-infantil através de uma nova organização do cuidado.
Após seis meses de implantação, o projeto ???Parto Adequado??? ajudou a aumentar em 7,4 pontos percentuais a taxa de partos normais nos estabelecimentos participantes, iniciando a reversão dos altos números de cesáreas registrados nos últimos 10 anos no Brasil. De acordo com os resultados parciais divulgados pela ANS, a taxa de partos normais nestas instituições está em uma curva ascendente: passou de 19,8% em 2014 (média) para 27,2% em setembro de 2015. A taxa de cesáreas caiu de 85,5% para 72,8%. Os índices alcançados pelo Hospital Unimed Americana com o projeto ???Nascer ??? Ação de Todos??? superam os resultados do projeto da ANS. A taxa de partos normais passou de 21% em 2014 (média) para 41% em setembro de 2015, um aumento de 20 pontos. A taxa de cesáreas caiu de 79% para 59%. Já a saúde suplementar continua registrando altas taxas de cesariana, chegando em 2015 a 85,55%, contra 14,45% de partos normais.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE