Greve. Prefeitura cede, mas movimento não para

A Prefeitura de Nova Odessa emitiu nota informando que hoje, quinto dia de greve dos servidores, apresentou duas propostas na tentativa de atender a pauta de reivindicações dos servidores e colocar fim à paralisação. A primeira proposta foi apresentada de manhã e rejeitada em assembleia pelos servidores e incluía a aplicação do INPC (5,38%), o aumento real de 0,615%, a licença-maternidade ampliada de quatro para seis meses, a elaboração do plano de carreira, a revisão do laudo de insalubridade, a cesta básica para os servidores afastados, conforme cronograma a ser apresentado e aprovado pelo Ministério Público do Trabalho, a manutenção dos benefícios concedidos anteriormente e a cesta básica de R$ 321.
O sindicato apresentou contraproposta e a prefeitura atendeu a itens como licença maternidade de seis meses, com projeto de lei já aprovado pela Câmara Municipal; plano de carreira; revisão do laudo de insalubridade; cesta básica para servidores afastados ??? será atendido conforme cronograma a ser enviado ao MPT; cesta básica de R$ 326 a partir de abril de 2014; licença prêmio, com envio de projeto à Câmara até dezembro de 2015 e revisão do PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) dos motoristas de ambulância.
Mesmo com as duas tentativas de negociação, os servidores optaram por continuar com o movimento grevista. A Prefeitura estima que cerca de 30% dos serviços, de forma geral, tenham sido afetados.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE