Greve NO – TRT determina que servidores voltem ao trabalho

A Prefeitura de Nova Odessa conseguiu mais uma liminar junto ao TRT 15 (Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região), determinando que o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Autárquicos, Fundacionais, Ativos e Inativos de Nova Odessa e Região mantenha 70% dos servidores trabalhando em setores considerados ???indispensáveis ao atendimento da população???.Na liminar concedida hoje, o desembargador do Trabalho Luiz Roberto Nunes, vice-presidente judicial regimental, decidiu que, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 50 mil, o sindicato deve observar a manutenção dos serviços de saúde (assistência médica, hospitalar, transporte de pacientes e limpeza hospitalar), educação (creches, pré-escolas e ensino fundamental) e serviços funerários, no percentual de 70% do efetivo dos trabalhadores de cada unidade componente desses setores.O próprio desembargador reforça que a decisão sobre a coleta de lixo já teve liminar expedida ontem, garantindo que a empresa contratada emergencialmente pela Prefeitura realize o serviço, se preciso com escolta policial.Na mesma liminar ainda, o desembargador marcou audiência de conciliação para o dia 9 de abril, às 14h, na Sala de Dissídios Coletivos do TRT.A greve dos servidores públicos municipais de Nova Odessa começou no dia 31 de março e chega hoje ao oitavo dia.
NOTA – A Prefeitura de Nova Odessa destaca em nota que, nestes primeiros 15 meses de mandato do prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza, benefícios como seguro de vida para os guardas municipais; equiparação do salário, carga horária e cesta básica das ADIS (Auxiliares de Desenvolvimento Infantil) e incorporação do HTPC ao salário dos professores.Além disso, este ano, já foram concedidos reposição inflacionária de acordo com o INPC (5,385%), aumento real de 0,615 pontos percentuais ??? elevando o total do reajuste para 6%, aumento de 10,7% no valor da cesta básica, passando de R$ 290 para R$ 321 e licença-maternidade ampliada de quatro para para seis meses.?? importante frisar que estes avanços são significativos, posto que a Administração assumiu em 2013 com graves problemas, entre eles um evidente quadro deficitário de profissionais. Por isso foram contratados mais de 50 novos concursados, aberto concurso para diversas especialidades e reduzido o salário dos comissionados em 10%.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE