Greve. Cristina estuda descontar dias parados

Em função da continuidade, por parte do Sindicato dos Servidores, do movimento de greve que tanto afeta os serviços públicos essenciais de Saúde e Educação desde a última quinta-feira, penalizando a população da cidade, a Prefeitura de Sumaré vem a público esclarecer que:
??? Em ata da reunião da Comissão Permanente de Negociações (instituída por decreto e que conta com membros da Prefeitura e do Sindicato), realizada na última segunda-feira, 14 de setembro, foi formalizado pelos representantes da Municipalidade que a direção da entidade de classe deveria apresentar, tão breve quanto possível, ???os documentos que justificaram o movimento grevista (atas e publicações)???. Como tal solicitação não havia sido atendida até o final da tarde desta quinta-feira, 17 de setembro, não resta alternativa à Municipalidade senão deflagrar análise jurídica quanto à obrigatoriedade legal de descontar os dias dos servidores que aderiram ao movimento.
??? Apesar de estar impedida legalmente de conceder o aumento salarial pleiteado pela categoria este ano, a Municipalidade segue dialogando com os dirigentes sindicais no sentido de buscar um acordo viável, dentro das possibilidades da Prefeitura, permanecendo à disposição do Sindicato para conversar a qualquer momento.
??? As dificuldades da Prefeitura são reais, a Municipalidade está de fato pagando uma Folha acima do limite máximo estabelecido pela LRF ??? Lei de Responsabilidade Fiscal e com dificuldades causadas pela brusca queda na arrecadação, como todas as prefeituras do Brasil.
??? Hoje, a Prefeitura gasta mais da metade de tudo o que arrecada com o pagamento dos salários dos servidores. O custo anual da folha de pagamento é da ordem de R$ 329, 9 milhões ??? representando 54,16% das receitas, que são de R$ 609 milhões. Por isso mesmo, está impedida pela LRF de conceder novo aumento de salários.
??? Mas, em que pese todas as dificuldades financeiras, a Prefeitura está realizando um grande esforço administrativo e financeiro e, assim, mantendo rigorosamente em dia o pagamento dos salários dos servidores, o que já não acontece outras prefeituras.
??? Desde janeiro de 2013, a Prefeitura já concedeu aumento salarial aos servidores da ordem de 20,9%, recompondo todas as perdas do passado.
??? Hoje, apesar do incremento no volume de serviços, programas e obras, a Prefeitura de Sumaré tem o menor número de comissionados dos últimos 16 anos ??? são menos da metade do que havia no governo anterior.
??? Por tudo isso, a Prefeitura de Sumaré pede novamente aos servidores que ajudem a enfrentar esse momento difícil que a nossa cidade e nosso país estão atravessando. O momento agora é de união de forças a favor da população de Sumaré, que sofre com a crise econômica e suas consequências.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE