Geração de empregos em fevereiro na RMC foi a melhor dos últimos 17 anos

A RMC – Região Metropolitana de Campinas – gerou, em fevereiro de 2021, 13.658 postos de trabalho. Apenas Campinas respondeu pela criação de 4.692 destas vagas com carteira assinada, fazendo com que tanto cidade quanto a região tenham registrado o melhor resultado dos últimos 17 anos em um mês de fevereiro. A avaliação é do Departamento de Economia da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic), com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED)

Em relação aos últimos 12 meses, foram gerados 3.552 postos de trabalho na RMC, resultante de 369.717 admissões e de 366.165 demissões. Já em Campinas, o balanço dos últimos 12 meses é negativo, com menos 2.664 postos, considerando as 148.414 admissões e as 151.078 demissões. No período de março de 2020 a fevereiro de 2021 (últimos 12 meses), as cidades da RMC que geraram os melhores percentuais quanto aos empregos foram Monte Mor (7,02%), Morungaba (5,47%), Nova Odessa (5,12%) e Artur Nogueira (4,98%). Das 20 cidades que formam a RMC, seis apresentaram resultados negativos: Valinhos (0,45%), Santo Antônio de Posse (-2,49%), Engenheiro Coelho (-0,79%), Campinas (-0,69%), Holambra (-0,43%) e Jaguariúna (-0,31%).

“Destaca-se, nesse fevereiro de 2021, uma elevada geração de postos de trabalho na área de serviços, seguida pela indústria, construção civil, comércio e agropecuária. Os 13.658 postos na RMC, em fevereiro de 2021, representam uma expansão de 111,46% sobre fevereiro de 2020. Em Campinas, analisando o mesmo período, os 4.692 postos representam 186,27% na geração de empregos formais”, informa o economista Laerte Martins, da ACIC. De acordo com ele, este quadro indica uma boa tendência para a recuperação de postos de trabalhos em Campinas e Região, aliviando o nível de desemprego atual que está em torno de 14% da PEA – População Economicamente Ativa. “Observamos, também, a geração de postos de trabalho de boa qualidade técnica, principalmente em TI – Tecnologia da Informação”, completa.

Brasil

Em nível nacional foram gerados, em fevereiro de 2021, 401.639 postos de trabalho, decorrente de 1.694.604 admissões e de 1.292.965 demissões de trabalhadores com carteira assinada. No acumulado do ano de 2021 foi registrada a geração de 659.780 postos de trabalho, decorrentes de 3.269.417 admissões e de 2.609.637 demissões. Dos 401.639 postos gerados em fevereiro de 2021, 173.547 foram em serviços; 93.621 na indústria; 68.051 no comércio; 43.469 na construção civil e 22.951 na agropecuária. “No Brasil, trata-se do maior saldo para o mês de fevereiro dos últimos 29 anos, o que indica uma boa tendência para a recuperação de postos de trabalho em 2021 para a redução na Taxa de Desemprego que está em 14% da PEA”, analisa o economista.

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE