GCM dispersa aglomeração na Pista de Skate de Nova Odessa

A GCM (Guarda Civil Municipal) de Nova Odessa foi acionada no final da tarde de domingo (28) para dispersar uma aglomeração na Pista de Skate da Avenida João Pessoa, localizada nas proximidades do Hospital e Maternidade Municipal. Em poucos minutos, com o apoio do Setor de Trânsito e de uma equipe da PM (Polícia Militar), os patrulheiros conseguiram controlar e dispersar as pessoas presentes no local, que está interditado atualmente em função do agravamento da pandemia.

Em seguida, também foi pacificamente dispersado um grupo menor que se encontrava no estacionamento atrás do Paço Municipal. Todo o Estado encontra-se atualmente na fase emergencial, a mais restritiva do Plano São Paulo, que prevê ações para o controle e combate a disseminação da Covid-19, em que são terminantemente proibidos quaisquer tipos de festas, baladas ou aglomerações, inclusive para a prática de esportes.

Desde o dia 15 de março, com o início da fase emergencial no Estado, a Secretaria de Esportes, Cultura e Turismo de Nova Odessa já havia interditado todas as praças públicas, quadras, campos, ginásios, parques, playgrounds, pistas de skate e academias ao ar livre da cidade. A medida, extremamente necessária neste momento, visa evitar ao máximo a aglomeração de pessoas nestes espaços e, assim, tentar conter a fase mais aguda da pandemia de Covid-19.

O secretário, o ex-jogador de futebol e profissional de Educação Física Thiago Gentil reafirmou que os locais de prática de esportes e de lazer de Nova Odessa “vão permanecer interditados enquanto durar a fase mais restritiva prevista pelo Plano São Paulo do Governo do Estado, recentemente prorrogada até o próximo de 11 de abril”.

Colaboração

“É um momento em que todos devem colaborar em benefício de um bem comum, a saúde e a vida. Temos muita fé e a certeza de que, muito em breve, as nossas praças estarão novamente liberadas, mas agora temos todos que ficar em casa para nos proteger e proteger a quem amamos”, declarou Gentil.

A atual fase emergencial do Plano São Paulo visa preservar a capacidade de atendimento da Rede de Saúde, já saturada de pacientes com a doença, com UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) lotadas e pessoas na “fila de espera” em praticamente todo o Estado de São Paulo nos últimos dias.

“A determinação é expressa e todos os dispositivos esportivos do município devem continuar fechados até o dia 11 de abril, período que vigorará a fase mais restritiva do Plano São Paulo. O objetivo é manter as pessoas em casa, afinal, o distanciamento social é a forma mais eficaz de evitar a circulação do vírus e, consequentemente, que ocorra novas contaminações, pois a Rede Municipal de Saúde vem registrando diariamente uma procura elevada”, havia explicado na última sexta-feira secretário municipal de Governo, Marco Russo.

Todas as praças esportivas receberam fitas zebradas, para que os espaços não sejam utilizados pela população. A GCM (Guarda Civil Municipal) continuará sendo acionada e ela está autorizada a dispersar as pessoas em caso de descumprimento da determinação.

Qualquer denúncia de descumprimento das regras do Plano São Paulo e da quarentena podem ser feitas à Vigilância Sanitária Municipal através do telefone gratuito do Disque Denúncia (0800 771-3541), pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone fixo (19) 3466-1905 (neste último caso, de segunda a sexta-feira, das 13h às 16h). Para ocorrências policiais, o telefone da Polícia Militar é o 190, e o da GCM, o 153 ou o (19) 3466-1900.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE