Gasto médio com ceia e almoço de Natal será de R$ 250

Comemorar o Natal é uma tradição que se mantém forte entre os brasileiros, mesmo em meio ao cenário de orçamento apertado. De acordo com um levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), as famílias brasileiras devem desembolsar, em média, R$ 250 com os preparativos da ceia ou almoço de Natal. No geral, considerando aqueles que vão comprar presentes neste fim de ano, 93% desejam celebrar a data com familiares e amigos.

Os dados mostram ainda que quatro em cada dez (42%) entrevistados planejam fazer as comemorações na própria casa, enquanto 20% esperam ir à residência de parentes e 15% à casa dos pais. Para evitar que as despesas sobrecarreguem o orçamento, 30% devem dividir os gastos da festa levando um prato, e outros 29% vão contribuir com um valor específico. Apenas 12% disseram arcar com todas as despesas ??? especialmente os homens (17%) e as classes A e B (20%) ???, enquanto 9% afirmaram que cada pessoa da família pagará sua própria conta.

Na avaliação da economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, compartilhar as despesas é uma boa estratégia para quem não quer gastar muito, além de ser uma forma democrática de celebrar a data. “Combinar um valor a ser compartilhado por participante ou dividir os pratos da ceia entre os convidados pode evitar que os custos sobrecarreguem o bolso de uma única pessoa”, orienta Marcela.

A pesquisa também revela que boa parte dos consumidores pretende renovar o guardar roupa para o Natal. Em cada dez entrevistados, sete (68%) querem comprar alguma peça nova, seja roupa, sapato ou acessório para a ocasião ??? percentual que sobe para 74% entre as mulheres. Os que não pretendem comprar roupa nova representam 20% da amostra e 12% não se decidiram. O gasto médio previsto deve ser de R$ 219.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE