Fotógrafo acusa Samaritano de sobrepreço em plano

O fotógrafo e professor de alemão José Roberto Bonan, de Americana, questiona vereadores e o Procon de Americana para o que ele considera ser ato abusivo da empresa Samaritano, que comprou o hospital Samam no começo do mês. O Procon soltou nota orientando os usuários para a portabilidade do sistema.
LEIA MAIS Procon orienta sobre portabilidade Samam Samaritano
LEIA MAIS 2- Samaritano compra Samam 
A acusação de Bonan é que o Samaritano “está cobrando o dobro ou mais de alguns conveniados que quiserem seguir com o convênio” Segundo o fotógrafo, a empresa diz que “quem não quiser este preço pode procurar outro convênio”

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE