Financial Times questiona dados do governo Bolsonaro

Do RecontaAí- A controvérsia foi criada pela revisão contínua dos dados de exportação pelo ministério da Economia apresentados hoje (3) pelo IBGE. Segundo Jonathan Wheatley, para o Financial Times, a dúvida sobre a confiabilidade dos dados econômicos oficiais do Brasil ocorreu por desconfiança de ???maquiagem??? dos números ou incompetência.
A queda das exportações do Brasil acumulada entre janeiro e outubro e a desvalorização do real perante o dólar projetavam um cenário muito mais grave do que foi apresentado ao mundo.
O primeiro estranhamento foi referente as exportações brasileiras de novembro, apresentado na semana passada, que foi de US$ 9,7 bilhões. Porém, esse dado foi revisado na quinta-feira (28) para US$ 13,5 bilhões. Isso impactou nas bolsas de valores ao redor do mundo, fazendo com que o real tivesse valorização em relação ao dólar.
Segundo o ministério da Econonomia brasileiro, os dados do terceiro trimestre inteiro foram subnotificados por falhas no registro de declarações, e serão corrigidos para cima. Porém, se compararmos o estoque altíssimo de produtos nas empresas, uma informação também disponível, há uma inconguência.
As opiniões acerca do porquê do fato levantaram suspeitas de maquiagem de números ou mesmo incompetência e negligência. Curiosamente uma das referências do neoliberalismo econômico deixa no ar ao final da nota a possibilidade dos erros serem frutos das medidas de austeridade aplicadas por Guedes.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE