Edit

Feminismo x antifeminismo deve ‘animar’ campanha em SC

A corrida eleitoral para a Alesc ou para a Câmara Federal deve ser mais quente em 2022 em Santa Catarina. A deputada estadual Ana Campanolo, que trabalha com a pauta conservadora e antifeminista, deverá enfrentar a influencer feminista Carolline Sarda, que cresceu nos últimos anos nas plataformas Tiktok e instagram.

 

Eleita deputada estadual em 2018, Ana Campagnolo foi acusada de usar a estrutura do mandato para divulgar seus livros em que da dicas de como aprender a ler mais eficientemente. Aluna do guru do bolsonarismo Olavo de Carvalho, ela se intitula Professora de História e Escritora e idealizadora do @clubeantifeminista.

 

Já Carolline é escritora e autora do Guia do Feminismo Para Iniciantes. Na obra publicada este ano e em lives, a ativista tem levado sua ideologia para um público cada vez maior. Ela se intitula Ciberativista do feminismo de quarta onda em busca da Democratização do conhecimento sobre feminismo. Apostando em ‘lives’ no instragram e em seu canal no tiktok, Carol já rivalizou com Campagnolo e trava embates com os antifeministas e se diz ‘espantada’ com uma mulher liderar um movimento em favor da emancipação ‘das mulheres’.

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE