Fakes e assessor tentam impulsionar campanha de Omar

Pelo menos dois perfis falsos e dois futuros assessores do candidato do PMDB começaram a fazer sua defesa nas redes sociais.
A campanha nem começou e boatos e fotos tentam atingir o prefeito Paulo Chocolate (PSC). Os defensores do empresário também atacam setores da imprensa ainda não alinhados com o PMDB.

Em 2012, perfis fakes e alguns kamikases não conseguiram fazer Omar crescer na votação além da subida vegetativa. Saltou de 25 mil para 28 mil votos em 4 anos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE