Facebook bloqueia uso de “Guarani-Kaiowá” no sobrenome de usuários

Desde segunda-feira (7/1), o Facebook passou a banir o uso do termo “Guarani-Kaiowá” no perfil dos usuários da rede. As informações são de Vânia Carvalho, um dos membros da rede que foi obrigada a apagar o nome alternativo do seu perfil, sob o risco de ter a conta suspensa.”Me sentia feliz e orgulhosa em assinar o nome Vânia Carvalho Guarani Kaiowá Munduruku Awá no Facebook, uma forma de, publicamente, declarar o apoio aos Povos Indígenas, de demonstrar a indignação com o massacre diário que essas populações vem sofrendo”, disse a usuária, em um post no blog Portal de Agroecologia da Amazônia.”O Facebook está impedindo as pessoas de permanecerem com sobrenomes indígenas, embora aceite nomes como ‘bolinha’, ‘machão’, ‘fofinha'”, completa.Além de Vânia, outros membros da rede também inseriram o complemento indígena ao nome verdadeiro do usuário. A manifestação na página teve início no final do ano passado como forma de protesto à ordem judicial, que determinava a retirada dos índios Guarani-Kaiowá da aldeia que habitavam, no Mato Grosso do Sul, para que fazendeiros pudessem reaver as terras ocupadas.Mesmo depois de suspensa a liminar em outubro do ano passado, membros da plataforma social mantiveram seus nomes como forma de apoio à comunidade indígena.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE