Ex-nadadora de Americana detida no Rio

A ex-nadadora de Americana, Milene Comini, de 42 anos, esposa do deputado federal bolsonarista Luiz Lima (PSL-RJ), foi detida por agentes da Polícia Militar na Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, na manhã de ontem, feriado de Tiradentes. Ela foi acusada de descumprir o decreto do governador Wilson Witzel que proíbe a frequentação de determinados locais, como praias, como medida para tentar conter a contaminação da população pelo novo coronavírus.
Milene estava acompanhada de sua filha, de 14 anos, de uma amiga e do filho dela, também de 14. Todos foram levados para a 13ª DP (Ipanema), à exceção da filha de Milene e do deputado. Outras duas pessoas que estavam na praia também foram conduzidas para a delegacia, mas elas não possuem qualquer ligação com a família do parlamentar.

As cinco pessoas levadas para a delegacia, incluindo Milene, foram autuadas pelo crime de tentativa de infração de medida sanitária imposta, prevista no artigo 268 do Código Penal. A pena para o delito é de um mês a um ano, por isso o grupo não ficou preso. Todos responderão a processo no Juizado Especial Criminal. Já o adolescente, responderá na Vara da Infância e Juventude.
Em vídeo postado nas redes sociais, o deputado Luiz Lima chamou o governador Wilson Witzel de ???ditador, escroto, destemperado e desequilibrado???. ???Você ter a sua mulher presa em um camburão por que está nadando? Por que está com a sua filha, não incomodando ninguém, enquanto o calçadão está lotado? Vocês estão malucos? Governador, os policiais estão seguindo uma ordem que não tem cabimento nenhum. Governador, o senhor é um escroto, irresponsável e incompetente. O que o senhor está fazendo com o recurso público, o que o senhor está fazendo é temeroso e irresponsável. O policial que prendeu, vai prender vagabundo, bandido, você não é um marisco na luta do rochedo contra o mar”, diz no vídeo.

Já a assessoria de imprensa da PM-RJ informou que policiais do batalhão de Copacabana já conduziram 60 pessoas para a delegacia por descumprimento de decretos do governo do Estado.
Por Wander Pessoa

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE