Estuprador flagrado pelas câmeras acaba detido

A GM (Guarda Civil Municipal) de Nova Odessa prendeu na noite de segunda-feira (1º/03) um homem de 29 anos procurado pela Justiça, acusado de estupro de vulnerável (crime sexual cometido contra menores de 14 anos). A prisão foi realizada com auxílio das câmeras de videomonitoramento. O procurado estava guiando seu carro, um Logan, de cor prata, quando teve a sua placa identificada pelo sistema OCR (Reconhecimento Óptico de Caracteres) da Guarda.

Imediatamente, o comando da GCM acionou as viaturas que estavam em patrulhamento pela cidade, e a equipe Alfa, com os GCMs Domingies, Straioto e Sette, localizou o veículo na Rua Herman Jancovtz, no Jardim Santa Rosa. O acusado foi detido e conduzido para o Distrito Policial de Nova Odessa, onde a prisão foi ratificada pela autoridade policial. O rapaz segue preso e está à disposição do Poder Judiciário.

O setor de inteligência e Videomonitoramento da Guarda Civil Municipal de Nova Odessa tem auxiliado a Polícia Civil na resolução de crimes ocorridos na cidade, e auxilia também as forças policiais da região na resolução de ações criminosas. A GCM auxilia diretamente vários setores da Prefeitura como, por exemplo, a Secretaria de Meio Ambiente, Setor de Trânsito, Departamento de Vigilância Sanitária, entre outros.

De acordo com informações da GCM, em 2020, foi possível identificar, por meio das câmeras, veículos envolvidos em crimes como roubo a bar, furto em supermercado, furto e roubo em lojas da área central da cidade. Auxiliou na identificação de autores de furto de motocicleta, carros suspeitos de envolvimento em latrocínio, além de crimes como incêndio criminoso, danos ao patrimônio, tráfico de drogas e tentativa de homicídio na praça central.

A GCM de Nova Odessa também colaborou na identificação dos envolvidos em um roubo a residência em Americana, no qual o carro da vítima foi abandonado em Nova Odessa, e de um roubo de carga ocorrido também no município vizinho de Americana. No total, foram identificados 39 autores de crimes ambientais, com base na Lei Municipal nº 2883/2014, que prevê multa de R$ 500,00 para quem descarta, deposita ou outra forma de despejo irregular de lixo ou resíduo no município, bem como descarte em terrenos baldios, calçadas ou em áreas públicas ou privadas.

Já nos primeiros dias de 2021, a GCM auxiliou a Polícia Civil na identificação dos veículos utilizados no furto de uma VW Kombi na Vila Azenha e na identificação de seis autores de descarte irregular de resíduos e na detenção de pichadores. O sistema de videomonitoramento de Nova Odessa conta com 21 câmeras entre os tipos OCR e PTZ (com movimentação horizontal, vertical e zoom), instaladas em pontos estratégicos do município.

Na semana passada, o sistema de videomonitoramento da GCM terá, em breve, um importante aliado, que é a interligação com o programa Detecta, do Governo do Estado de São Paulo. Todas as 11 câmeras inteligentes OCR estarão interligadas.

Essa ação fornecerá, em tempo real, a integração dos bancos de dados das polícias paulistas, como os registros de ocorrências, Fotocrim (banco de dados de criminosos com arquivo fotográfico), cadastro de pessoas procuradas e desaparecidas, dados do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), registro de veículos furtados, roubados e clonados, tudo a partir da leitura das placas de veículos. Além disso, as imagens serão compartilhadas com a Polícia Militar, aumentando o contingente das forças policias em possíveis flagrantes do monitoramento.

Por meio dessas ferramentas digitais, Nova Odessa já se encontra interligada aos municípios de Americana, Artur Nogueira, Atibaia, Campinas, Caieiras, Cordeirópolis, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jaguariúna, Jundiaí, Limeira, Louveira, Mairiporã, Mogi Mirim, Morungaba, Osasco, Salto, Santa Bárbara d’Oeste, Sumaré e Vinhedo. Denúncias podem ser feitas pelo telefone (19) 3466-1900 ou pelo telefone 153.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE