Estudo da Unicamp mostra região ainda pouco atingida

 Estudo da Unicamp mostra região ainda pouco atingida

Um mapa criado pela Unicamp para fazer o Georreferenciamento dos casos de Covid 19 na Região Metropolitana de Campinas mostra que a região ainda está com níveis baixos de infecção, com Americana sendo a pior cidade e Santa Bárbara d’Oeste a melhor na escalo da casos por grupo de 100 mil habitantes.
Americana está no grupo intermediário com 19 a 29 casos, enquanto Nova Odessa e Sumaré estão no grupo exatamente abaixo- 12 a 19 casos- e Santa Bárbara figura no grupo com menor incidência da doença- entre 0 e 12 casos.
O mapa interativo (web map) dos casos de Covid-19 atendidos nos hospitais da Unicamp tenta entender como se dá a disseminação dos casos de Covid-19 e sua distribuição no território. ???O Hospital das Clínicas e a área de saúde da Unicamp atendem toda a macrorregião de Campinas. Não tínhamos nenhuma ferramenta visual para mostrar essa abrangência. Esse mapeamento está sendo importante nesse sentido, para mostrar para a sociedade e para o governo a extensão da nossa área de atuação???, disse o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel.
Os dados para alimentar o web map estão sendo cedidas pela Diretoria Executiva da Área de Saúde (DEAS), que organizou uma planilha com os dados de todos os pacientes, a partir do primeiro caso confirmado no Hospital das Clínicas, cujo início dos sintomas foi em 3 de março. ???As unidades assistenciais da Unicamp – Hospital das Clínicas, CECOM e CAISM – atendem os pacientes e passam dados sobre os casos para a DEAS. A Diretoria, então, organiza as informações em planilhas e encaminha para a DEPI para a realização do georreferenciamento, respeitando sempre a privacidade do paciente???, explicou o diretor executivo da DEAS, Prof. Dr. Manoel Barros Bertolo. 

MAPA DE CALOR- Um dos resultados do trabalho foi gerar um mapa de calor dinâmico. ???Esse mapa mostra alguns padrões de concentração territorial dos casos confirmados e possíveis tendências de disseminação do vírus nas escalas local e regional???, explica Vanderlei. Até o dia 04 de maio, 119 casos foram confirmados com um óbito. A maioria são mulheres, 69,7% dos casos, com idade entre 40 e 60 anos.

Relacionados

Leave a Reply