Estrela faz 80 anos e aposta no retrô

Entre os jogos, foram escolhidos o Banco Imobiliário e o Jogo da Vida. A cada dez jogos mais vendidos no País, oito são da Estrela, por isso a atenção da empresa no segmento, que contou com licenças de peso como Master Chef e Porta dos Fundos lançados ano passado.

Na linha de bonecas, para marcar os 80 anos da Estrela, foram selecionadas a coleção Moranguinho, Fofolete, Susi Noiva, celebrando os 50 anos de seu lançamento, e Gui Gui.
Com o maior crescimento interno na empresa nos últimos anos, 38% somente no ano passado, a linha de massas de modelar tem como astro o Dr. Opera Tudo. Também fazem parte das justas homenagens à empresa, que é sinônimo de brinquedo no Brasil desde 1937, Maximus (carros), Genius, Ferrorama, Falcon e Pé na Tábua.
Pela ótica dos brinquedos Estrela, década após década, é possível identificar até a própria evolução da sociedade em termos costumes, moda, meios de transportes, tecnologia, etc. Quantas meninas quiseram brincar de ser a Susi, quantos garotos não desejaram ter um Autorama que ocupasse seu quarto inteiro ou torceram para ganhar de Natal um carro radio-controlado como o Colossus, sucesso dos anos 80.
A Estrela já produziu 25 mil artigos diferentes e contabiliza hoje mais de 1,2 bilhão de itens vendidos, entre clássicos que fizeram parte da infância de muitos brasileiros. Afinal, quem não se lembra dos possantes Máximus, Colossus, Stratus e Pégasus, Falcon, Comandos em Ação, Topo Gigio, das bonecas Mãezinha, Gui Gui e Bate Palminha, do jogo Aquaplay. Sem contar o Vertiplano, o helicóptero mais desejado de década de 80.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE