Epidemia de Sífilis no Brasil

Nos últimos dias, o Ministério da Saúde admitiu que o Brasil enfrenta uma epidemia de Sífilis. De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pelo governo, entre junho de 2010 e 2016 foram notificados quase 230 mil casos novos da doença e a transmissão de gestantes para bebês é, atualmente, o principal problema..  Para esclarecer as principais dúvidas sobre o tema, colocamos os especialistas do Hospital Samaritano de São Paulo à disposição para entrevistas. Informações relevantes sobre o tema:Três em cada cinco ocorrências (62,1%) ocorreram no Sudeste;A faixa etária mais afetada é a dos 20 ao 39 anos;No ano passado, a cada mil bebês nascidos, 6,5 eram portadores de sífilis. Em 2010, esse número era de 2,4 crianças a cada mil nascimentos;A principal forma de transmissão é o contato sexual e durante a gestação, por via hematogênica.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE