Em Campinas, PSC troca Jonas por Rafa; PSB e DEM se unem

Começam a se movimentar as peças no xadrez da política em Campinas. Na mesma semana que PSB e DEM anunciaram que estarão juntos na campanha majoritária, o PSC – aliado de primeira hora do prefeito Jonas Donizette, debandou para o lado do deputado estadual e pré-candidato Rafa Zimbaldi, do PL.

Com a decisão da Executiva do PSC em não integrar a coligação de apoio ao pré-candidato do PSB, o ex-secretário de Relações Institucionais Wanderley de Almeida, a retaliação do quarto andar do Palácio dos Jequitibás foi imediata. O Diário Oficial de quarta-feira (1º) já trazia a exoneração de sete comissionados do PSC, incluindo o a do presidente do PSC, Professor Campos, comissionado na Sanasa com salário estimado em R$ 28 mil.

O PSC estava no governo Jonas desde o primeiro ano do primeiro mandato, mas na semana passada sua Executiva votou pelo apoio a Zimbaldi. As exonerações devem implicar, também, na mudança de postura do vereador Carmo Luiz, único representante do partido na Câmara, que até agora integrava a base de apoio do governo.

Já o PSB e o DEM decidiram caminhar juntos, nessa campanha. Ambos têm pré-candidatos que fizeram parte do primeiro escalão da Prefeitura: pelo PSB, o o ex-secretário de Relações Institucionais Wanderley de Almeida; e pelo DEM, o ex-secretário de Habitação e presidente da Cohab-Campinas, Samuel Rossilho. Embora a preferência do prefeito seja pelo nome de Wandão na cabeça de chapa, as lideranças dos partidos disseram que esse assunto será definido “no momento adequado”.

Por Wander Pessoa (@pessoa_wander)

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE