Eleições Campinas: Pochmann desiste; Dr. Hélio confirma

Dois assuntos estão movimentando o cenário pré-eleitoral de Campinas, neste feriado. O primeiro é a entrevista do ex-prefeito Dr. Hélio de Oliveira Santos ao jornalista Helton Pimenta, via YouTube, em que reiterou que está “liberado” para concorrer nas eleições para prefeito este ano; e o segundo fato é a desistência do professor Márcio Pochmann em concorrer novamente à disputa ao Palácio dos Jequitibás.

Entrevistado no programa Helton Pimenta, via canal mantido pelo veterano jornalista no YouTube, o ex-prefeito Dr. Hélio foi direto ao ser questionado se ele poderá ser candidato, juridicamente. “Eu já paguei o golpe político que me tirou não só um ano e meio de mandato, mas não me permitiu durante oito anos, já que eu fui afastado da prefeitura no final de agosto de 2011 e hoje estamos caminhando para o final de 2020, consequentemente os oito anos de inelegibilidade eu já ultrapassei”, afirmou Dr. Hélio.

Com relação a candidaturas, ele destacou que não vê candidaturas “sólidas”. “O que eu vejo são sempre os mesmos, que estão nesse governo, que foram secretários ou vereadores da base, que se desimpediram e vão disputar cada um o seu espaço, mas apoiando o ‘desgoverno’ que aí está”, completou. A entrevista completa está disponível em https://youtu.be/DXak-UZ5DNA.

Pelos lados do PT, a surpresa foi a desistência do economista Marcio Pochmann em concorrer novamente à Prefeitura de Campinas, ele que já foi candidato a prefeito por duas vezes, a última em 2016. A informação foi divulgada pela jornalista Rose Guglielminetti, da Rede Bandeirantes.

Amanhã, dia 13, o diretório municipal do PT se reúne para “definir os prazos e calendários, bem como método de escolha daquele que representará o partido, nas eleições desse ano”, conforme nota divulgada pelo partido.
Com a saída de Pochmann, existem cinco nomes que pleiteiam a vaga de pré-candidato a prefeito pelo partido: os vereadores Pedro Tourinho e Carlão do PT, o ex-deputado estadual Renato Simões; o ex-presidente do partido, Casemiro dos Reis Júnior e Juliano Henrique Davoli Finelli, que foi diretor-financeira da IMA no início da gestão do prefeito Jonas Donizette.
Por Wander Pessoa (@pessoa_wander)

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE