Educação forma mais de mil detentos

Balanço inédito da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo mostra que o primeiro ano em que os professores da Pasta passaram a atuar no Programa de Educação nas Prisões já obteve resultados significativos para os detentos. Em 2013, 10.713 detentos, sendo 1.121 deles na região de Campinas, conquistaram o diploma após frequentarem as aulas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) dos ciclos I e II do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Além da conquista, o acesso à educação também repercute no comportamento dos alunos. Pesquisa realizada em 123 unidades prisionais de todo o Estado identificou ainda que 96% dos agentes da Secretaria da Administração Penitenciária declararam constatar mudanças comportamentais positivas nos cerca de 15 mil alunos que frequentam as aulas oferecidas nos presídios.

Dos matriculados nas aulas oferecidas nas prisões, 68% dos alunos afirmaram ter vontade de continuar os estudos após o cumprimento do regime e metade afirmou ter procurado os estudos para adquirir conhecimento. Nas escolas que funcionam dentro das penitenciárias é oferecido o mesmo currículo e o material didático da rede estadual, incluindo o programa EJA ??? Mundo do Trabalho. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE