Edit

DPVAT paga mais de 112 mil indenizações de janeiro a abril

De janeiro a abril de 2020, a Seguradora Líder pagou 112.070 indenizações do Seguro DPVAT às vítimas de acidente de trânsito e seus beneficiários. O número é 11% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Segundo o levantamento realizado pela administradora do Seguro DPVAT, as indenizações pagas por invalidez permanente representaram a maioria dos pagamentos no período, 69% (76.952), e apresentaram crescimento significativo de 16% em relação aos primeiros quatro meses de 2019.

A cobertura por despesas médicas (DAMS) contou com um aumento de 8% nos pagamentos: foram 24.007, cerca de 21% do total. Já os casos de morte tiveram queda de 9% em relação ao quadrimestre anterior, com 11.041 indenizações, cerca de 10% do total.

Um dado que permaneceu inalterado foi o referente à distribuição de indenizações de acordo com o gênero. A maior incidência de pagamentos foi para vítimas do sexo masculino, que representaram 75% dos casos. Quanto à faixa etária, o grupo mais atingido foi entre 25 e 44 anos, correspondendo a 48% (54.008) do total de indenizações pagas.

Considerando os tipos de vítimas, 58% dos pagamentos foram destinados a motoristas. Os pedestres representaram 29% dos casos, e os passageiros 13%. Já nos casos de acidentes fatais, 54% das vítimas foram motoristas, 30% pedestres e 16% passageiros.

O diretor de Operações e TI da Seguradora Líder, Iran Porto, destaca que é importante lembrar que as vítimas de acidente de trânsito têm até três anos para fazerem o pedido de indenização e, por isso, os dados apresentados são reflexo de 2020 e de anos anteriores.

“O nosso foco é o beneficiário e temos trabalhado todos os dias pensando em como simplificar processos e aperfeiçoar a jornada dos nossos clientes e os resultados mostram que estamos no caminho certo. Nos últimos dois anos, temos investido na revisão de nossos processos e em ações tecnológicas como, por exemplo, o lançamento do aplicativo do Seguro DPVAT e um ambiente web para o envio das documentações pendentes. Também ampliamos a divulgação sobre o seguro, de forma que a sociedade conheça o seu direito, busque o benefício. Neste mês de maio, também é importante refletir sobre a violência no trânsito, que é uma realidade em nosso país. O Seguro DPVAT torna-se, portanto, ainda mais importante neste contexto”.

Regiões
Entre janeiro e abril de 2020, a Região Nordeste liderou o ranking de indenizações pagas pelo Seguro DPVAT, sendo responsável por 32% dos pagamentos (36.634), apesar de possuir a segunda maior frota do país (18,6%). A Região Sudeste, que ocupa a liderança da frota nacional (48%), aparece em segundo lugar com 30% das indenizações pagas (33.312). Em seguida estão as regiões Sul, com 16% (17.689); Centro-Oeste, com 12% (13.442) e Norte, com 10% (10.993).

Veículos
Seguindo a mesma tendência dos anos anteriores, a motocicleta foi o tipo de veículo mais envolvido em acidentes indenizados (79%), apesar de representar apenas 29% da frota nacional. Os acidentes com automóveis corresponderam a 16% das indenizações pagas e os envolvendo caminhões e pick ups, 4%.
Pedidos de indenização do Seguro DPVAT sem sair de casa

A central de atendimento telefônico está disponível, exclusivamente para as vítimas de acidentes de trânsito e seus beneficiários, de segunda à sexta-feira, das 8h às 20h, por meio dos telefones 4020-1596, para capitais e regiões metropolitanas, e 0800 022 12 04, para outras regiões.

Outro canal para o envio dos pedidos de indenização por morte e invalidez permanente ou reembolsos de despesas médicas (DAMS) é o aplicativo “Seguro DPVAT”. O app, disponível para download gratuitamente nas lojas “Google Play” e “Apple Store”, também permite que o usuário acompanhe o andamento dos pedidos e envie documentos complementares solicitados.

Sobre o Seguro DPVAT
O DPVAT é um seguro obrigatório de caráter social que protege os mais de 210 milhões de brasileiros em casos de acidentes de trânsito, sem apuração da culpa. Ele pode ser destinado a qualquer cidadão acidentado em território nacional, seja motorista, passageiro ou pedestre, e oferece três tipos de coberturas: morte (valor de R$13.500), invalidez permanente (de R$135 a R$13.500) e reembolso de despesas médicas e suplementares (até R$2.700). A proteção é assegurada por um período de até três anos.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE