Dourados, Sheilla e Zanetti são atletas do ano do COB

Como já é tradição nos finais de ano, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) premiou os melhores atletas de cada modalidade, além de conceder prêmios especiais aos melhores técnicos e, principalmente, aos melhores atletas da temporada.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros leitores  Os grandes destaques do Prêmio Brasil Olímpico, entregue na noite desta terça-feira, no Rio, foram o ginasta Arthur Zanetti e a jogadora de vôlei Sheilla Castro. Medalhistas de ouro em Londres, eles receberam a premiação como destaques individuais.

Sheilla sagrou-se campeã olímpica pela segunda vez em 2012, depois de ter ganhado o ouro nos Jogos de Pequim, em 2008. Além das conquistas olímpicas, a oposto da seleção e do Sollys/Nestlé, de Osasco, também ganhou o ouro nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara, em 2011, e uma prata na edição do Rio de Janeiro, em 2007.

“”Estou muito feliz. Realmente ali, na hora, foi uma tensão grande. Eu queria compartilhar com todas as jogadoras, porque sem elas eu não teria chegado aqui. ?? um esporte coletivo”, disse Sheilla.

Arthur Zanetti entrou definitivamente para a história do esporte brasileiro ao ser o primeiro atleta do país a ganhar uma medalha de ouro em qualquer uma das categorias da ginástica artística.

“Tenho que agradecer muito, inclusive a todos os meus amigos de equipe. Não conseguiria nada sem esse time por trás”, elogiou Zanetti.  Na premiação destinada aos melhores treinadores de 2012, José Roberto Guimarães, técnico bicampeão olímpico com a Seleção feminina de vôlei, ficou com o prêmio para treinadores de esportes coletivos, e Marcos Goto, técnico de Arthur Zanetti, medalhista de ouro nas argolas, foi o vencedor entre treinadores de esportes individuais.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE