Dourado quer escolinha de trânsito e Meche, concurso pra enfermeira

O vereador Silvio Dourado (PL) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana uma indicação solicitando ao Poder Executivo a criação do Centro Infantil para Educação de Trânsito no Município. No documento, o parlamentar relata a experiência de ter visitado o modelo de centro educacional implantado pela secretaria municipal de trânsito e transporte de Piracicaba, que desenvolve atividades de conscientização e humanização sobre as leis de trânsito com aulas teóricas e práticas.

Segundo Dourado, o projeto utiliza conteúdo pedagógico do Instituto Nacional de Segurança no Trânsito, adaptado à realidade e à necessidade do município, com a didática direcionada às crianças de 5 a 11 anos de idade. As atividades visam formar na criança uma consciência crítica sobre o comportamento correto no trânsito. “As aulas teóricas têm contexto de acordo com a faixa etária e trabalham temas como a sinalização, os meios de transporte, a segurança, a valorização e o respeito à vida”, destaca o vereador, que sugere estudos que avaliem a possibilidade da criação do Centro Infantil para Educação de Trânsito em Americana, com o objetivo de atender escolas estaduais, municipais, particulares e filantrópicas de toda a região.

A indicação será encaminhada ao Poder Executivo para análise e atendimento.

MECHE QUER CONCURSO PRA ENFERMAGEM

O vereador Marschelo Meche (PSL) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que requer informações do Poder Executivo sobre a regulamentação da lei municipal nº 5.627/2014, que trata do estabelecimento de jornada de trabalho de 30 horas aos cargos de auxiliar de enfermagem, técnico de enfermagem, enfermeiro, enfermeiro de família e auxiliar de enfermagem do trabalho. No requerimento, Meche pede que sejam realizados estudos para viabilizar a abertura de concurso público para contratação de profissionais da área de enfermagem. “A lei carece de informações precisas sobre a regulamentação, mesmo sendo um projeto originalmente do próprio Poder Executivo”, explica.

 

“Precisamos de um posicionamento da administração municipal para que os direitos dos profissionais da enfermagem sejam efetivos. Não podemos nos calar diante da precarização de trabalho na área da saúde”, conclui o parlamentar. O requerimento foi aprovado pelos vereadores em Plenário, durante a sessão ordinária de quinta-feira (29), e será encaminhado à prefeitura para resposta.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE