Edit

Doria: ‘Não criei o BolsoDoria, nasceu espontaneamente’

O governador do estado de São Paulo João Doria (PSDB) voltou a fazer críticas ao presidente Jair Bolsonaro e tenta, mais uma vez, afastar sua imagem do pesselista. Em entrevista ao programa ???Central Globo News???, na noite desta quarta-feira 2, o tucano disse não ser bolsonarista e fez críticas a escolhas feitas pelo governo.

???Eu não sou bolsonarista. Eu não criei o ???BolsoDoria???. O movimento nasceu no interior [de São Paulo], espontaneamente. Mas eu incorporei???, afirmou o governador. No segundo turno das eleições presidenciais, depois que o candidato do PSDB Geraldo Alckmin havia perdido, Doria imediatamente declarou apoio ao então candidato do PSL Jair Bolsonaro e sua campanha criou o slogan ???BolsoDoria???.

???E naquela circunstância, na qual enfrentávamos todos os partidos de esquerda juntos, todos faziam campanha contra mim???E, numa campanha, qual era o meu caminho senão estar ao lado daqueles que advogavam com Jair Bolsonaro????, completou o governador, sempre negando ter sido oportunista.

Durante a entrevista, Doria também criticou à indicação de Eduardo Bolsonaro, filho de Bolsonaro, como embaixador do Brasil em Washington (EUA). ????? um ponto crítico meu em relação ao presidente Bolsonaro. Moralmente, não me parece adequado que o filho de um presidente da República seja indicado para uma embaixada. Isso não é positivo. Você confunde o tema familiar com o diplomático. Ainda que fosse alguém que soubesse o inglês corretamente, que tivesse curso em Harvard, que tivesse vivência, competência, ainda assim, eu diria não???, criticou Doria.
LGBTs e censura

Na entrevista, o governador foi questionada sobre uma recente decisão de barrar um material escolar que trazia estudos sobre gênero. Acusado de censura por educadores, Doria nega. ???Não proibimos, apenas, especificamente, um capítulo dessa cartilha estava em desacordo com o Estatuto da Educação de São Paulo. Mandamos recolher a cartilha. Dialogamos com o professorado, com Tribunal de Justiça, Ministério Público e a Defensoria Pública também. Estabelecemos um texto adicional encartado nessa cartilha e foi redistribuída. Não foi preciso judicializar???, justificou.
Com informações Carta Capital

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE