Dólar tem maior queda diária em cinco semanas e fecha a R$ 5,56

Em um dia de alívio no mercado financeiro, o dólar teve a maior queda diária em cinco semanas. A bolsa de valores recuperou parcialmente as perdas dos últimos dias e fechou em alta superior a 2%.

O dólar comercial fechou esta segunda-feira (5) vendido a R$ 5,568, com recuo de R$ 0,10 (-1,76%). Na menor cotação em dez dias, a divisa teve a maior queda diária desde 28 de agosto, quando tinha caído 2,93%. A cotação caiu ao longo de toda a sessão. Na mínima do dia, por volta das 16h10, a moeda norte-americana alcançou R$ 5,55.

No mercado de ações, a bolsa iniciou a semana em alta. O índice Ibovespa, da B3 (a bolsa de valores brasileira), encerrou aos 96.089 pontos, com alta de 2,21%. O indicador está no maior nível desde 25 de setembro, quando tinha fechado aos 96.999 pontos.

As negociações foram marcadas por fatores tanto no mercado doméstico como no internacional. No Brasil, o dólar acelerou a queda e a bolsa intensificou a alta depois da declaração do senador Marcio Bittar (MDB-AC) de que a solução para o financiamento do Renda Brasil, futuro programa de distribuição de renda, cumprirá o teto federal de gastos.

No exterior, o mercado reagiu à aparente recuperação do estado de saúde do presidente norte-americano, Donald Trump, após anúncio de possível alta hospitalar ainda nesta segunda-feira Trump foi internado após ser diagnosticado com covid-19.

A redução das incertezas em torno de um novo pacote de estímulo fiscal nos Estados Unidos também animou os mercados.

Com informações Agência Brasil

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE