Edit

‘Doe Sangue, Salve Vidas’ esse sábado será na Etec

Acontece neste sábado, dia 14 de agosto, das 8h30 às 12h, a terceira edição deste ano da Campanha “Doe Sangue, Salve Vidas” de Nova Odessa. E com um diferencial em relação às edições anteriores: desta vez a coleta de sangue acontece nas dependências da Etec (Escola Técnica Estadual), na Avenida São Gonçalo, no Jardim Alvorada. Uma bolsa só de sangue salva até quatro vidas, então doar é sempre um ato de amor ao próximo, principalmente durante a pandemia de Covid-19, que reduziu os estoques dos hemocentros.

A campanha acontece a cada três meses em média e é promovida pelo Lions Clube, em parceria com o Hemocentro da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Nova Odessa, com apoio da Polícia Militar, Ação Social Família Silva e Secretaria Municipal de Educação, entre outros.

“Desta vez a campanha vai acontecer na Etec em função da reforma no Ambulatório de Especialidades. Precisamos reforçar isso para que ninguém vá inadvertidamente no Ambulatório porque está acostumado. A diretora Maria Angela e o coordenador João Francisco, da Etec, foram extremamente atenciosos em nos ceder o espaço”, salientou Rita Jirschik da Cruz, integrante do Lions Clube novaodessense.

A primeira edição de 2021 da campanha havia acontecido no dia 13 de fevereiro e terminou com uma arrecadação de 81 bolsas de sangue. Na segunda edição, em 08 de maio, foram arrecadadas mais 68 bolsas. A cada edição, o atendimento acontece de manhã seguindo um rígido protocolo sanitário em função da pandemia de Covid-19. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (19) 3476-8194 ou 3466-1350.

Para a integrante do Lions Clube Ieda Maria Erbolato Machado, os resultados das coletas de sangue em 2021 têm sido excelentes. “Sempre agradecemos a todos que estão doando em plena pandemia por esse gesto tão bonito que é doar sangue, doar vida a quem precisa. É um momento muito difícil para todos, mas com solidariedade podemos vencer essa fase. E em especial quero agradecer toda a equipe envolvida na campanha”, afirmou dona Ieda.

As coletas periódicas têm como objetivo repor os baixos estoques de sangue do Hemocentro, que cede bolsas para os pacientes do município e que vêm sofrendo quedas drásticas desde 2020, em função da pandemia de Covid-19 – de até 50% no movimento.

SAIBA MAIS

Para se tornar um doador de sangue, é necessário ter entre 18 e 69 anos – mas são aceitos candidatos a partir dos 16 anos, com o consentimento formal e presencial do responsável legal. O doador deve pesar mais de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas 24 horas que antecedem a doação, ter dormido pelo menos seis horas. Não é necessário estar em jejum. É importante que o doador esteja em boas condições de saúde.

Os doadores ganham um exame completo de sangue, que é enviado posteriormente através de uma carta. São realizados os seguintes exames de triagem no sangue doado: Aids, sífilis, hepatite, Chagas, formas raras de hemoglobina, grupos sanguíneos e fator RH.

As pessoas não podem ter sintomas gripais e respiratórios ou febre. Serão dispensados os doadores que estiveram em viagem internacional nos últimos 30 dias. Pede-se para não levar acompanhantes, somente se for extremamente necessário.

Também é possível, ao doar sangue, pedir para ser cadastrado no Redome (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea). Isto porque os Hemocentros Regionais, mais conhecidos como “Bancos de Sangue”, são os responsáveis por cadastrar os interessados em se tornar doadores de medula óssea. Os dados são agrupados em um registro único e nacional. Informações pelo telefone 0800 722-8432.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE