Dirceu Dalben e Willian Souza cobram Estado

Políticos por Sumaré, o deputado estadual Dirceu Dalben (PL) e o presidente da Câmara, Willian Souza (PT), estão cobrando o Governo do Estado em ações diferentes. Dalben solicita a ‘limpeza’ do nome de devedores, além da garantia de uma renda mínima às pessoas e aos comerciantes. Já Souza pede auxílio financeiro para setores da economia.

Durante a sessão da terça-feira (16), Souza apresentou moção de apelo ao governador do Estado para que avalie, em caráter de urgência, a possibilidade de conceder auxílio financeiro para setores da economia que estão sendo afetados pela pandemia de Covid-19. O presidente da Câmara cita o exemplo das iniciativas oferecidas nos estados do Ceará e Maranhão para os setores da cultura, bares e restaurantes.

Segundo a moção, para que todas as medidas restritivas do Plano São Paulo funcionem de forma eficaz, é necessário oferecer condições para a subsistência da população durante os períodos restritivos. O vereador cita a iniciativa cearense, que sancionou um auxílio financeiro a funcionários de bares, restaurantes e lanchonetes que ficaram desempregados na pandemia, cujo pagamento será feito em duas parcelas de R$ 500.

De acordo com a propositura, no Maranhão, o governador também anunciou a criação de um auxílio emergencial para o segmento de cultura, bares e restaurantes, para garantir o sustento dessa parte da população durante as medidas restritivas. Para o segmento da cultura, o auxílio será de R$ 600, creditados no dia 19 de março, em parcela única. Já para bares e restaurantes, o valor será de R$ 1 mil, também em parcela única.

“Sem qualquer comando, planejamento e organização vindos do Governo Federal, que deveria dar o exemplo e instruir a população e os gestores públicos, ficamos reféns de decisões locais, e às vezes, da própria sorte. Se os estados como Ceará e Maranhão conseguiram encontrar alternativas econômicas, o estado de São Paulo, maior economia do país, também deverá ter soluções para colaborar com os mais afetados pela crise do coronavírus”, acredita Willian.

Cadin

Suspensão de protesto de dívidas de pessoas físicas ou jurídicas, além de suspender a inclusão dos nomes no Cadin (Cadastro Informativo), bem como a garantia de uma renda mínima às pessoas e aos comerciantes. Essas são algumas das propostas apresentadas por Dirceu Dalben desde o início da circulação do coronavírus no país.

Na segunda-feira (15), o parlamentar sumareense reiterou suas solicitações ao Governo do Estado de São Paulo, com o objetivo de minimizar os impactos causados às famílias paulistas durante este período de pandemia. “A suspensão de algumas obrigações legais neste momento de pandemia e calamidade pública é de extrema importância para que a população possa concentrar-se no sustento básico e proteger suas famílias”, disse.

Dalben também está propondo a liberação do pagamento de pedágios para caminhões e a diminuição da alíquota do ICMS incidente na gasolina, etanol e diesel. “Como deputado estadual, não tenho medido esforços para minimizar os efeitos da pandemia às famílias e municípios paulistas. Estamos cobrando a adoção de medidas para garantir que todos sejam assistidos da melhor maneira possível”, destacou o parlamentar.

Tendo em vista que milhares de paulistas que trabalham em serviços essenciais utilizam os sistemas públicos como principal meio de transporte todos os dias, Dalben reforçou a necessidade de aumentar o número de ônibus para a RMC (Região Metropolitana de Campinas), Grande São Paulo e outras regiões, além da ampliação o horário de atendimento do Metrô.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE