Dicas pra não tomar choque no temporal

 As fortes rajadas de vento e os temporais que atingiram várias partes do país nas últimas semanas causaram danos à rede elétrica de distribuição de energia, provocando interrupção no fornecimento do serviço em várias cidades. Por isso, a CPFL Paulista reforça a sua disponibilidade, por meio de seus canais de atendimento, para o registro de falta de energia, fios soltos e galhos caídos sobre a fiação.

A companhia monitora e acompanha juntos a órgãos como a Defesa Civil as mudanças climáticas. Assim, com a possibilidade de fortes ventos e outras intempéries, como tempestades, as equipes são mobilizadas antecipadamente para reforçarem seus times de atendimento a ocorrências, minimizando com rapidez os transtornos à população.

Em casos como estes, os clientes que estiverem sem luz ou que precisarem entrar em contato com a CPFL devem priorizar os canais digitais, como site, aplicativo, WhatsApp e SMS, uma vez que o call center pode apresentar lentidão por causa da alta procura por atendimento. Basta acessar o site www.cpfl.com.br ou baixar o aplicativo ‘CPFL Energia’ (disponível para Android e iOS com navegação gratuita). Ainda é possível entrar em contato com a distribuidora pelo WhatsApp (19) 3795-1705, enviar um SMS para 27351 ou, ainda, ligar para o call center 0800 010 1010.

Mais segurança. Consciente da importância em manter um trabalho permanente de orientação para a população, as distribuidoras do Grupo CPFL Energia contam com a campanha “Guardião da Vida”, que oferece dicas e conselhos para a população em geral e trabalhadores dos centros urbanos. Confira abaixo algumas dicas da campanha para prevenir e evitar acidentes:

Em locais externos:

– Durante as ventanias ou temporais, fique longe de locais e objetos isolados, como árvores, postes de luz, janelas e portas metálicas. Assim, você evita choques que podem acontecer por descargas atmosféricas;

– Nunca se aproxime ou toque em cabos elétricos caídos no solo. Se encontrar um fio elétrico caído, o mais adequado é sinalizar a área para que ninguém se aproxime e avisar imediatamente a distribuidora de energia;

– Em caso de rajadas de vento, não enfrente o mau tempo e procure rapidamente um local seguro para se abrigar. Não se abrigue debaixo de árvores pois há riscos de queda de galhos e descargas elétricas;

– Não empine pipas durante vendavais;

– Durante uma tempestade ou com incidência de ventos fortes, não estacione carros próximos a torres de transmissão de energia, árvores ou placas de propaganda, nem caminhe nestes locais;

– Os veículos são um dos melhores abrigos contra os raios pela proteção proporcionada por sua superfície externa que faz a eletricidade descarregada se espalhar e, por meio dos pneus, ser descarregada para o solo;

– Se um cabo de energia cair sobre um carro, a pessoa não deve tentar sair de dentro e ninguém deve se aproximar do veículo, para tentar prestar socorro. Isole a área e acione imediatamente a CPFL;

– Durante ventos e tempestades, mova-se para uma elevação mais baixa, pois raios são muito mais propensos a atingir objetos em locais mais elevados. Faça o máximo para ficar no nível mais baixo possível e evite grandes espaços abertos, onde você é mais alto do que qualquer outra coisa ao seu redor, como um campo de golfe ou campo de futebol;

– Em zonas rurais, as cercas longas devem ser seccionadas e aterradas (de 100 em 100 metros, por exemplo) para evitar criar um caminho contínuo para os raios, que pode levar destruição ao longo dessa cerca;

– Não enfrente alagamentos e fique de olho em encostas e barrancos.

Em casa:

– Antes da tempestade chegar, previna-se mantenho as instalações elétricas revisadas, as árvores grandes podadas e longe dos fios de energia elétrica;

– Retire aparelhos elétricos das tomadas para evitar que possam queimar com as descargas elétricas. Se possível, desligue a energia elétrica, o gás e a água;

– Não use o celular ou telefone durante o período de incidência de raios, pois a rede de dados também pode ser caminho para uma descarga atmosférica;

– É preciso cuidado com o nível da água. Os disjuntores da residência deverão ser desligados se a água atingir a altura das tomadas mais baixas. Isso evita que a corrente de energia passe pela água. Caso a água atinja a caixa do medidor de luz, a energia elétrica da residência precisa ser desligada pela CPFL;

– Nunca use aparelhos elétricos e eletrodomésticos durante as tempestades ou em locais com água ou umidade, nem com as mãos ou os pés molhados. Cobri-los não gera qualquer efeito de proteção;

– Não mude a chave (verão/inverno – fria/morna/quente) do seu chuveiro se ele estiver ligado e, em caso de descargas atmosféricas, não usar o chuveiro.

– Em caso de dúvidas e emergência, ligue para a Defesa Civil (199) ou o Corpo de Bombeiros (193).

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE