Dicas para se proteger contra golpes na Black Friday

Em 2019, durante o período da Black Friday, a Fundação Procon-SP contabilizou 1.079 atendimentos ao consumidor sendo 653 registros de reclamações e 426 consultas e orientações. As principais queixas foram produtos e serviços indisponíveis, descontos disfarçados e mudança de preço na hora de finalizar a compra.

Para fugir dessas estatísticas, a principal dica é, antes de comprar online, conferir a idoneidade do site. Muitos criminosos criam lojas online falsas, sem produtos reais, realizam vendas, capturam dados do cartão de crédito e somem sem entregar a mercadoria, gerando somente prejuízos para a vítima. A orientação é de Giovan Barreira, docente da área da tecnologia da informação do Senac Americana.

Outra forma de fraude é por meio de sites que simulam outros sites famosos, neste caso, é necessário observar o ‘cadeadinho’ ao lado do endereço do site no navegador e observar se o endereço do site (URL) está correto.

Giovan recomenda cuidado também com a forma de pagamento. O cartão de crédito tem como principal vantagem sobre outras formas de pagamento mais facilidade em caso de necessidade de estorno.

E aqui temos outra dica, se a pessoa quer realmente comprar um produto em um site desconhecido, ela deve utilizar um cartão de crédito pré-pago pois em caso de fraude, os criminosos não causarão tanto prejuízo visto que enquanto um cartão pós pago pode ter limite de R$ 2 mil ou mais, os pré- pagos podem ser adquiridos com saldos a partir de R$ 100.

Já Guto Xavier, também docente da área da tecnologia da informação do Senac Americana, recomenda atenção com as promoções para não ser enganado. O especialista do Senac Americana explica que muitas empresas aumentam o preço do produto antes da Black Friday e depois abaixam, portanto, é muito importante acompanhar o preço do produto desejado por um período prévio ao momento da compra efetiva.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE