Dias de Fase Vermelha. Sumaré fecha eventos com aglomeração

 A Guarda Civil Municipal de Sumaré realizou 39 ações de fiscalização entre os dias 25 e 27 de dezembro de 2020 e de 1º a 3 de janeiro de 2021, resultando no fechamento de 28 locais – entre bares e chácaras onde aconteciam eventos com aglomeração – durante a “fase vermelha temporária” do Plano São Paulo – que determinou medidas restritivas específicas ao funcionamento do comércio com o objetivo de barrar o avanço do contágio pela Covid-19.

            “Na ocasião, os fiscais de postura da GM reforçam as orientações sobre o cumprimento do decreto estadual e também da ‘Lei do Silêncio’, que diz respeito à poluição sonora, perturbação do sossego público, preservação da ordem e do bem-estar social. As operações acontecem a qualquer momento mas, principalmente, no período da noite e são programadas de acordo com as denúncias que a GM recebe”, completou o prefeito Luiz Dalben.

A população pode colaborar com o trabalho da GM, registrando as reclamações e denúncias pelo 156 da GM ou pelos telefones 3873-2656 (Guarda Municipal) e 190 (Polícia Militar).

Na prática, durante o período de “fase vermelha” apenas serviços essenciais, como farmácias, padarias e mercados, podem funcionar. O consumo local em bares e restaurantes não é permitido.  Assim como outras cidades do Estado, Sumaré retornou à Fase Amarela do plano de flexibilização da quarentena nessa segunda-feira, dia 4.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE