Despoluição da represa discutida em Brasília

A despoluição do rio Atibaia e, consequentemente da represa do Salto Grande, em Americana, foi tema principal de audiência realizada hoje (08/06) com o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, com a presença do deputado estadual Chico Sardelli, do deputado federal Vanderlei Macris, do secretário municipal de Meio Ambiente, Odair Dias, e do vereador Gualter da Himatel.

Obras de revitalização da Praia dos Namorados foram iniciadas semana passada, mas a despoluição desse manancial é fundamental para que o local volte a ser ponto turístico da cidade. Sardelli também pediu ao ministro atenção especial à recuperação da Gruta Dainese, outra área importante em Americana quanto à questão ambiental.
Sarney Filho recebeu uma moção de Apelo Regional que solicita investimentos para a despoluição do rio Atibaia e a represa do Salto Grande por meio do programa federal para despoluição das bacias. Essa moção foi uma iniciativa da Comissão para despoluição da represa formada na Câmara de Americana, apoiada também por parlamentares das cidades de Nova Odessa, Campinas, Valinhos, Vinhedo e Jundiaí. “Nossa luta continua na defesa da represa do Salto Grande, que forma as Praias Azul e dos Namorados, e da Gruta Dainese. Tenho certeza que esse trabalho conjunto das forças políticas da cidade resultará em mais conquistas para a população”, destacou Sardelli. O ministro Sarney Filho disse que está nessa parceria e espera conseguir ajudar a cidade e região. A comitiva de Americana esteve ainda com o presidente da Agência Nacional de Águas), Vicente Andreu, para agilizar o encaminhamento da reivindicação.  Uma audiência deve ser realizada nos próximos dias com o presidente do Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), Barjas Negri, e todos os membros para definir um projeto amplo de despoluição da represa.
Em Americana, a represa do Salto Grande possui 9,3 km2, totalizando quase 10% da área urbana do município. Dez cidades que integram a RMC (Região Metropolitana de Campinas) estão a montante do reservatório, ou seja, são cortados pelo Rio Atibaia. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE